Ambev

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3398 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Anhanguera Educacional
Unidade Fatesc

O CASO AMBEV

Alunos: Alisson Presa Lima
Fernando Inácio Noveletto
Jéferson
Laércio Farias

JOINVILLE
Maio/2010
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 3
1 – O CASO AMBEV 4
2. ANALISE DA NEGOCIAÇÃO 9
2.1 Comunicação 9
2.2 Informação 9
2.3 Habilidade dos negociadores: 9
3. ÉTICA 10
4. CONFLITO 11
5.ESTILOS DE NEGOCIAÇÃO 11
5.1 Confrontador 11
5.2 Negociador 11
5.3 Dos Números 11
5.4 Mantém e Conserva 11
CONCLUSÃO 12

INTRODUÇÃO

O presente trabalho fará uma abordagem sobre fusão de duas grandes empresas. Os caminhos seguidos para a concretização do projeto, as negociações e a intervenção de outras empresas que tentavam interferir, com o intuito de que a fusão não seconcretizasse.
Sem dúvida este foi um grande passo para a empresa se tornar competitiva no mercado exterior.

1 – O CASO AMBEV

A fusão das duas maiores cervejarias brasileiras, Antarctica e Brahma, para a formação de uma terceira, a AmBev, anunciada em julho de 1999, surgiu de uma idéia informal de dois dirigentes das respectivas empresas, Marcel Hermann Telles (Brahma) e Victoriode Marchi (Antarctica) e amadureceu com alternativa para a expansão de duas empresas, que visavam internacionalmente, mas não tinham recursos e poder suficientes para a empreitada.
Antes, por exemplo, a Antarctica, tentou se associar a maior cervejaria do mundo, a americana Anheuser-Buch, mas com a desvalorização da moeda (o real) acabaram as intenções da empresa americana.
A Brahmateve interesse em comprara à colombiana Bavária, mas com a desvalorização da moeda a empresa Bavária dobrou de preço e a negociação ficou inviável.
A fusão gerou surpresa, por se tratar de duas clássicas concorrentes há mais de um século. Mas com as mudanças geradas pela evolução do MERCOSUL e da ALCA, a AmBev estaria pronta para competir com a principal empresa a nível mundial.
Asduas empresas têm diferentes políticas de administrar. A Brahma tem como características a agressividade em suas ações, bem como o fato de ser informal e estimular seus funcionários ao crescimento continua através de políticas de remuneração por resultados. Já a Antarctica tem como característica a distinção de hierarquia, alem de ser mais conservadora e paternalista ao oferecer aos funcionáriosdesde convênios médicos ate ajuda de custo para materiais escolares.
A AmBev nasce com cerca de 74% do mercado de cerveja E 40% do de bebidas e é também A maior a 4º maior cervejaria do mundo. Possuem um ativo de R$ 8,1 bilhões, patrimônios líquidos de R$2,3 bilhões cerca de 30 mil acionistas e reúne fábricas em 18 estados brasileiros, alem de indústrias na Venezuela, Uruguai e Argentina.Possui 17 mil funcionários. A intenção pôr era de manter a concorrência entre as marcas, com cada empresa administrando suas operações de distribuição industriais, produtos, marcas e publicidade separadamente.
Ficou decidido nas reuniões preliminares que, deve-se manter a independência de cada marca, com políticas mercadológicas publicitárias e promocionais autônomas e competitivas entre si.O controle da empresa deve ser dos donos da Brahma, com 46% das ações e a Antarctica deve controlar cerca de 23% das ações da empresa e os outros 31% que estão no mercado poderão ser trocados ou comprados pela própria AmBev. A direção será revezada pelos próximos 10 anos.
A formação de uma empresa muito grande, com predominância hegemônica no mercado nacional, envolve sempre o riscode formação de cartéis ou de monopólios. No Brasil, com a lei antitruste de 1994, houve a regulamentação dos acordos de união ou cooperação entre empresas (quando a fusão representa mais de 20% do mercado ou o faturamento no ano anterior sido superior a R$ 400milhões). Para se chegar a uma decisão são feitos 3 fóruns: o Primeiro é a Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), vinculado ao...
tracking img