Amazonia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3020 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O que é a Amazônia?A Amazônia é uma imensa região natural, individualizada por elementos da natureza, como o clima, a vegetação, a hidrografia etc, que se estende por 6,5 milhões de quilômetros quadrados no norte da América do Sul. É uma região internacional (Amazônia continental), também conhecida como Pan-Amazônia, pois ocupa parte do território de vários países: Brasil, Peru, Colômbia,Equador, Venezuela, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa. Essa imensa área verde representa um terço da reserva mundial de florestas latifoliadas, com clima equatorial (quente e úmido) e rica hidrografia.

Nas regiões do Peru e da Bolívia, desenvol­veu-se uma das grandes civilizações pré-colombianas, cujos membros eram denominados filhos do Sol ou incas.

Amazônia LegalA Amazônia Legal é aporção localizada no território brasileiro, com quase 5 milhões de quilômetros quadrados (4.978.247 km2), uma superfície que abrange 58,4% da área total do Brasil. É a Amazônia Legal.

Foi estabelecida em 1966, pelo governo federal, com a criação da Sudam (Superintendência para o Desenvol­vimento da Amazônia). A Sudam foi criada com o objetivo de incentivar a indústria e a agropecuária, criarestradas, promover o po­voamento etc.

A Amazônia Legal inclui todas as forma­ções florestais da floresta equatorial (floresta de várzea e igapó, floresta de terra firme e floresta semi-úmida) e áreas de transição para a caatinga e o cerrado.

A Amazônia Legal é formada pelos estados da região Norte (Acre, Rondônia, Amazonas, Pará, Roraima, Amapá, Tocantins), pela porção ocidental do Maranhão e MatoGrosso.

Características da Amazônia
Descobrir e explorar a Amazônia sempre foram aventuras arriscadas. Os primeiros viajantes que passaram pelo rio Amazonas pagaram com a vida a ousadia. Francisco de Orellana, o primeiro a percorrer o rio Amazonas, do Pacífico ao Atlântico, desapareceu, ao tentar fazer o mesmo caminho, nos labirintos da ilha de Marajó. Muitos pesquisadores do século XIXtiveram o mesmo fim. Antropólogos, jornalistas e sanitaristas também sucumbiram aos mistérios da selva equatorial.

No início da colonização da América do Sul, a Amazônia era território da Coroa Espanhola, que tinha grande interesse pelas riquezas minerais dos Andes. Portugal, por sua vez, inicia a exploração do território, ultrapassando o Tratado de Tordesilhas.

As primeiras expediçõeslimitaram-se a fazer o reconhecimento da área e o extrativismo vegetal, as chamadas "drogas do sertão": ervas aromáticas, plantas medicinais, canela, baunilha, cravo, castanha e guaraná.

Havia, porém, grande preocupação com as invasões das expedições francesas e holandesas, que não aceitavam o Tratado de Tordesilhas e queriam se apropriar de parte das terras.

Portugal, nos séculos XVII e XVIII,criou uma estratégia particular de posse e exploração da Amazônia: a instalação de fortes e missões religiosas, que levaram os índios a explorar as "drogas do sertão".

O rio Amazonas foi explorado a partir da sua foz até a vertente oriental da cordilheira dos Andes. Foram explorados também os seus afluentes. O povoamento da Amazônia se organizou por meio de uma rede de circulação de rios eigarapés, sendo uma ocupação linear.

Até meados do século XX, as vias fluviais continuaram a ser as únicas "estradas" da Amazônia. A outra forma de alcançar a Amazônia era por via aérea, pelos aeroportos internacionais de Belém e Manaus.

Outra onda migratória ocorreu com a construção de Brasília. A penetração e a exploração no espaço amazônico foram responsáveis pela troca dos rios pelas rodovias deintegração.

Rodovia BR-364, que liga Cuiabá, no Mato Grosso, a Porto Velho, em Rondônia, com uma extensão de 1.456 quilômetros. Esse caminho aberto a oeste da Amazônia causou a devastação desenfreada da floresta.

Recentemente, a "conquista" da Amazônia foi incentivada pelo Estado por meio de grandes projetos de exploração dos recursos naturais da região.

Apesar dos cinco séculos de...
tracking img