Alzheimer

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1001 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Compreensão é o que buscamos nesse trabalho de sociologia, muitos acham que sabem o que é uma doença, mas a maioria se engana e não buscam saber informações verdadeiras. Isso não acontece somente com as doenças, mas também sobre varias coisas, isso já é um instinto que as pessoas têm antes de se socializarem, um exemplo simples, julgar uma pessoa sem antes ao menos conhecê-la. É esse o nossoobjetivo fazer desse trabalho um instrumento de estudo para ajudar as pessoas a conhecer e entender o impacto da doença de Alzheimer sobre a família. A nossa metodologia foi um material impresso da PUCRS (Pontificada Universidade Católica Do Rio Grande do Sul); Artigos
DESENVOLVIMENTO
Tudo começou com a historia da Dona August D., que sempre foi uma mulher saudável, educada e um pouco tímida, foiinternada no Hospital Municipal de Lunáticos e Epiléticos no dia 25 de Novembro de 1901 na cidade de Frankfurt na Alemanha, aos 51 anos. Entrevistado pelo médico que a atendeu, seu marido contou que os problemas haviam começado seis meses antes com uma súbita e escandalosa crise de ciúme seguida de perda progressiva da memória. Aos poucos August foi se tornando ansiosa e hostil. Por se tratar deum caso incomum, o jovem médico avisou o diretor do hospital. Na época a Alemanha era um lugar privilegiado para quem quisesse se dedicar ao estudo das doenças mentais.
Imagem da Dona August D. a primeira paciente com diagnóstico de Alzheimer.

O marido de August levou-a a clinica em que Alois Alzheimer trabalhava e realizava suas pesquisas. Alois Alzheimer foi um psiquiatra e neuropatologistaalemão que viveu entre a segunda metade do século XIX e o inicío do século XX. Iniciou a sua carreira no ramo da psiquiatria em 1888 em Frankfurt, na Alemanha, onde, juntamente com o neurologista Franz Nissl, se dedicou à neuropatologia. Em 1907 o psiquiatra publicou um artigo com o nome “A characteristic serious disease of the brain cortex” onde apresentava os seus achados anatomopatológicos eclínicos relacionados com um caso muito peculiar. Este caso era referente a Auguste D. Onde ele diagnosticou que ela estava com desorientação no tempo e no espaço, problemas de linguagem e perda de memória, além dos citados acima no texto. Estes sintomas continuaram a agravar-se progressivamente o que levou à morte da paciente, passados 4 anos e meio, que se encontrava em fase avançada de demência.Passados cinco anos E. Kraepelin, um professor de psiquiatria alemão de renome, fez menção pela primeira vez à “doença descrita por Alzheimer” e, a partir dessa altura o nome “Doença de Alzheimer” passou a ser utilizado para designar casos de demência com características clínicas e neuropatológicas semelhantes às de Auguste D. que ocorrem na faixa etária pré-senil.
Uma doença que afeta toda a vidasocial da pessoas, assim que pode ser classificada, tudo o que essa pessoa viveu na sociedade a interiorizaçao que ela teve foi se perdendo aos poucos. A compreensão do mundo como realidade social para a família fica muito mais presente, em todas as pesquisas que procuramos em nenhuma delas fala da introduçao da pessoa na sociedade, ou seja, na maioria das vezes acaba isolada ficando porconhecimento apenas da família. ‘’O cuidador vive um drama porque, ao contrario do doente, ele esta consciente da situaçao e diante de um familiar a quem nao reconhece mais’’ constata a psicologa Geraldine Alves dos Santos.
A família leva um choque ao saber que um parente querido esta com a Doença de Alzheimer, tem cuidadores e familiares que conseguem se reestruturar após o impacto do diagnóstico. Destaforma, com o alívio da angústia, transformam o convívio com a doença em aprendizado e uma última chance de aproveitarem cada momento com o portador. Esta mudança reflete também nas relações familiares favorecendo a compreensão e participação dos demais membros. Existem grupos de apoio no qual os participantes compartilham, aprendem e discutem situações que lhe acarretaram angústia e sofrimento....
tracking img