Alunos com parilisia cerebral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2861 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
OS ALUNOS COM PARALISIA CEREBRAL E OUTRAS ALTERAÇÕES

Gabriela Maria de Resende

1. Paralisia Cerebral – Conceitos

Existem várias definições sobre Paralisia Cerebral, como “um termo utilizado para definir qualquer desordem caracterizada por alteração do movimento secundária a uma lesão não progressiva do cérebro em desenvolvimento” ou “É uma lesão de algumas partes docérebro, acontece durante a gestação, durante o parto ou após o nascimento, ainda no processo de amadurecimento do cérebro da criança”.
No entanto, Hagberg (1989) definiu a Paralisia Cerebral como um termo usado para designar um grupo de desordens motoras, não progressivas, porém sujeitas a mudanças, resultante de uma lesão no cérebro nos primeiros estágios do seudesenvolvimento. Esta é uma definição que foi aceita na sociedade internacional de Paralisia Cerebral.
Ao contrário do que se pensa, “Paralisia Cerebral” não significa que o cérebro ficou paralisado, mas que ele não comanda corretamente os movimentos do corpo. Não manda ordens adequadas para os músculos, em conseqüência da lesão sofrida, é o que afirma (AMARAL, 1989).
Acriança com Paralisia Cerebral apresenta uma alteração no controle da postura e dos movimentos, com alteração tônica, como conseqüência de uma lesão do sistema nervoso central, nos primeiros estágios do desenvolvimento. O termo é utilizado desde os tempos mais remotos, mas não quer dizer que o cérebro esteja paralisado, mas que sofreu alguma forma de agressão.

1.1 – Alteração TônicaAlteração Tônica é a alteração no tônus muscular, onde tônus é a capacidade que o músculo tem de dar respostas ao sistema nervoso. O tônus é considerado normal quando envolve todo um equilíbrio entre o relaxamento e a contração muscular, onde há ainda um volume natural do tecido muscular e fibroso. (AMARAL 1989).
Algumas crianças possuem alterações leves, quase nemsempre notadas, que as tornam desajeitadas no andar, no falar, no agir com as mãos. Outras são tão gravemente afetadas, que possuem incapacidade motora grave que as impossibilita de andar, falar, escrever, além de outros comprometimentos associados como, deficiência na área cognitiva, impedindo a criança de aprender; deficiência sensorial, ou seja, comprometimento na visão, audição, crisesconvulsivas, e outros. Assim, entre eles, existem muitos casos variados, com menor ou maior parte afetada, cujas manifestações podem ser diferenciadas. (SOUZA, 1998).

1.2 Classificação da Paralisia Cerebral

A classificação da Paralisia Cerebral se faz através do tipo clínico e ainda distribuição da lesão no corpo ou classificação topográfica. A classificação por tipo clínico tentadescrever o tipo de alteração de movimento que a criança apresenta ou classificação pela qualidade do tônus.
A classificação Topográfica – de acordo com os membros, e é assim classificada:
• Quadriplegia ou Quadriparesia – comprometimento dos quatro membros.
• Hemiplegia ou Hemiparesia – paralisia de um lado do corpo.
• Diplegia ou Diparesia – membrosinferiores apresentam alterações tônicas ou paralisia. Os membros superiores apresentam melhor função que os membros inferiores.
Paralisia = membro paralisado
Paresia = membro parcialmente paralisado.
A classificação por tipo clínico ou pela qualidade do tônus.
• Espástico - Caracterizado por paralisia e aumento do tônus muscular resultantede lesões no córtex ou nas vias daí provenientes. No tipo espástico a musculatura fica tensa, contraída, difícil de ser movimentada, fenômeno chamado de espasticidade. Como a espasticidade predomina em alguns grupos musculares e não em outros, o aparecimento de deformidades articulares neste grupo de pacientes é comum. O aparecimento de estrabismos também é comum nestas crianças devido a...
tracking img