Alta idade media

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1651 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ALTA IDADE MEDIA SECULO V AO X
 Formação do feudalismo
 Decadência do comércio
 Quase sem moeda ( Amonetário )
 Ruralização da economia
 Auto subsistência - feudo
 Fortalecimento do poder local
 Centralização nas mãos dos senhores feudais
 Descentralização do poder político ( Rei )
 Ascensão da Igreja = Cultura teocêntrica
 Europa invadida:
 Tártaro – mongóis - turcos,búlgaros, húngaros
 Eslavos – poloneses, thecos, sérvios
 Germanos – visigodos ( P. Ibérica ), francos,
ostrogodos, Anglos – Saxões (Bretanha)
 Bárbaros – Sem Estado organizado à tribos/ Leis consuetudinárias

Mundo Oriental seculo X ao XV
Império Romano do Oriente
 Império Bizantino – Constantinopla – Istambul
 Centro econômico e político
 Localização privilegiada
 Ativocomércio/ produção agrícola ( livres; escravos)
 Poder centralizado e despótico
 Justiniano ( 527 – 65 ) = Expansões, revolta de Nike, Corpus Juris civilis
 Cultura - Latim e Grego ß à Igreja de Santa Sofia
 Religiosidade - críticas a Igreja = heresia ( monofisistas e Iconoclasta )
 Cesaropapismo – subordinação da Igreja ao Estado à Poder religioso e político Crise – tentativa de conquistas
 Queda – 1453 – turcos otomanos
à Fim da Idade Média
à Início da Idade Moderna.
LEGADO
 Corpus Juris Civilis:Código,Digesto,Institutas e Novelas.
 Igreja de Santa Sofia.
 Cisma do Oriente:1054 por Miguel Cerulário.
Igreja Católica:controle do papa.
Igreja Ortodoxa:controle dopatriarca
O CLERO reza
A NOBREZA luta
O SERVO trabalha
 Decadência do feudalismo.
 Efervescência cultural e urbana.
Europa invasora – Palestina
 Cruzadas - salvar o Santo Sepulcro dos mulçumanos infiéis.
 Diminuir o excedente populacional;
 Busca de aventuras e enriquecimento;
 Interesses comerciais;
Unir as duas Igrejas: católica e ortodoxa.
Oficiais:
1ª ( 1096 – 1099 ) =Conquista de Jerusalém, divisão feudal, ordens monásticas.
2ª ( 1147 – 1149 ) = Reconquista turca pelo sultão Saladino.
3ª ( 1189 – 1192 ) = Direito de peregrinação.
4ª ( 1202 – 1204 ) = Conquista de Constantinopla e reabertura do mediterrâneo.
5ª ( 1218 – 1221 ) = Sem sucesso.
6ª ( 1228 – 1229 ) = Acordo diplomáticos.
7ª e 8ª ( 1250 – 1270 ) = Sem sucesso.
Não oficiais:
Mendigos –1096; crianças – 1212.
 Resultado: crescimento comercial, diminuição do excedente populacional e início da diminuição da influência da Igreja.
 Renascimento Comercial
 Cidades italianas - 4ª cruzada à reabertura do mar mediterrâneo.
 Atividades comerciais – Flandres e Champanhe à novas rotas.
 Retorno das transações financeiras – moeda, crédito, ações, letras de câmbio.
 XII à Hansasou ligas - Poderosas associações; comércio em larga
escala.
à Merchants of the staple – controle das exportações e importações.
à Hansa teutônica ou liga Hanseática
 Representação em todos os grandes centros comerciais.
à Resultado – responsáveis pela dinamização das cidades e dosmercadores à lucro e capitalização.
 Renascimento Urbano
 Burgos – Fortaleza
 Crescimento – luta pela emancipação.
 Movimento comunal ( armado e pacífico* ) * cartas de franquia.
Corporações: Instituições econômicas básicas.
 de mercadores ou guildas: garantia do monopólio do comércio local – limitando o comércio dos estrangeiros e controlando os preços.
 deofício: monopólio da atividade
 Controle d concorrência do mesmo artigo e de preços e qualidade.
 Divisão de trabalho:
mestre artesão
companheiros ou oficiais
aprendizes
 Resultados:
 Limitadora do lucro – cultura escolástica.
 Ampliação da vida urbana.

EXPANSÃO ÁRABE
 Península Árabica – 5/6 desértica
 Beduínos e tribos urbanas – sheiks
 610 – Maomé –...
tracking img