Alquima

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1930 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ALQUIMIA

,Geovane Gonçalves¹,
1Depto de Química e Exatas, DQE – UESB,





Resumo

A alquimia é o nome da química praticada na idade média por volta do século III a. C., baseada na idéia de que todos os metais evoluíam até virarem ouro. O objetivo dos alquimistas era acelerar esse processo em laboratório por meio de experimentos com os quatros elementos fundamentais (água,terra, fogo e ar), empenhados em descobrir uma “pedra filosofal”, onde esta teria poderes místicos capazes de transformar tudo em ouro.
Essa ciência era baseada nos preceitos de Hermes “Trismegisto”, considerado o pai da alquimia, onde seus ensinamentos seguiram na insistente busca do elixir da longa vida.

Palavras-chave: Alquimia, elixir, pedra filosofal.


IntroduçãoA palavra alquimia, AL-Khemy, vem do árabe e quer dizer "a química". Esta ciência começou a se desenvolver por volta do século III a. C., teve suas origens no Egito Antigo na cidade de Alexandria, centro de conhecimento e de recriação das tradições gregas, pitagóricas, platônicas, estóica, egípcias e orientais, erigido pelo imperador Alexandre. A alquimia deve sua existência à mistura de trêscorrentes: a filosofia grega, o misticismo oriental e a tecnologia egípcia. Essa técnica egípcia envolvia o domínio dos processos químicos de embalsamamento e a manipulação de metais. Entrando em contato com a sabedoria grega, a kymiâ passou a considerar que toda matéria era constituída por quatro elementos básicos: terra, ar, água e fogo. Obteve grande êxito na metalurgia, na produção de papiros ena aparelhagem de laboratório, mas não conseguiu seu principal objetivo: a Pedra Filosofal.
Hermes "Trismegisto" ,que significa três vezes grande, foi considerado o pai da alquimia, era identificado como sendo o deus egípcio Toth, que é uma representação do poder intelectual. Referências a ele já existiam nos tempos do filósofo Platão, por volta do ano 400 a. C.

Metodologia (e/ouDesenvolvimento)

Os preceitos e axiomas alquímicos encontram-se condenados na misteriosa “Tábua Esmeraldina” (a esmeralda era considerada como a pedra preciosa mais formosa e mais cheia de simbolismo: a flor do céu). Diz à lenda que os ensinamentos de Hermes foram gravados em uma esmeralda, o que deu origem ao nome "Tábua de Esmeralda". Esses pautaram o trabalho dos alquimistas, que em suasobras faziam referências à Tábua de Esmeralda pelo seu nome latinizado, Tábula Smaragdia. São ensinos metafísicos bastante avançados e complexos, de forma que só eram compreendidos pelos iniciados. Do nome de

Hermes derivou o termo "hermético" e o "hermetismo", que significam "aquilo que é fechado, restrito". A alquimia não se reduzia apenas à atividades práticas: havia também o aspecto filosóficoe o lado místico. O iniciado nas artes alquímicas precisava desenvolver uma paciência franciscana, envolver-se constantemente em orações, manter sigilo absoluto, ter conhecimentos de astrologia, entre outros atributos.
De acordo com especialistas, alquimia é o nome da química praticada na Idade Média, que se baseava na idéia de que todos os metais evoluem até virar ouro. Os alquimistastentavam acelerar esse processo em laboratório, por meio de experimentos com fogo, água, terra e ar (os quatro elementos), empenhados principalmente na descoberta de uma "pedra filosofal", capaz de transformar tudo em ouro. Os alquimistas eram vistos como pessoas de hábitos estranhos - por exemplo, passar horas e horas contemplando uma planta. Mas a simples observação da natureza parece tê-losfeito perceber o que hoje reza a física
quântica: tudo no universo está interligado. O médico suíço Philippus Paracelso
(1493-1541), por exemplo, ficou famoso por curar as pessoas a partir dessa visão holística. Ele recorria a conceitos da alquimia, como o de que o sal, o mercúrio e o enxofre estão presentes em tudo o que existe, inclusive dentro do homem. Precursora da química e da medicina,...
tracking img