Alopecia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2795 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROTOCOLO PARA TRATAMENTO DA ALOPECIA ANDROGENÉTICA Linda Mary Gouget de Paiva, MD., Ricardo Frota Boggio, Ph.D., Juan Carlos Prado, MD; Adolfo Ribeiro Carlucci, MD; Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino-IBRAPE, São Paulo, Brasil. Autor: Linda Mary Gouget de Paiva, MD. Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino-IBRAPE Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 3005, casa 06 Jd. Paulista, São Paulo, SP –Brasil CEP: 01401-000 Fone/FAX: +55-11-21147700 E-mail: paivagou@uol.com.br INTRODUÇÃO Desde o início da história, o ser humano tem se preocupado com a aparência. Além de proporcionar proteção do crânio contra traumatismos e radiações solares, os cabelos estão diretamente relacionados a beleza. A veneração pelos cabelos influenciou imperadores, líderes religiosos, figuras da mitologia, além de serreferência social e cultural para muitas civilizações. Em todos os tempos e em todas as culturas, inúmeras fórmulas, poções mágicas, medicamentos exóticos e milagrosos foram testados no tratamento da calvície e, ao que se sabe, todos com resultados desapontadores. Estima-se que o couro cabeludo tenha cerca de 100.000 a 150.000 fios de cabelo e que o crescimento deles se faça em torno de 10 mm pormês, havendo uma queda normal de 60 a 100 fios por dia (AZULAY, 2004). Quanto à embriogênese, existem diferenças na origem dos cabelos da região fronto-parietal e os da região occipito-temporal. A derme fronto-parietal é derivada da crista neural, enquanto a da occipito-temporal, do mesoderma. Essa diferença embriológica determina as diferentes respostas dos folículos pilosos nessas regiões (CHONG,2002). A perda de cabelos, ou alopecia, é uma conseqüência de alterações no folículo piloso. Se as alterações da matriz capilar forem transitórias e não destrutivas, ocorre um novo crescimento. Se as alterações provocarem a destruição da matriz, resultando na formação de escaras ou atrofia, acaba por produzir alopecia permanente. As alopecias têm várias causas e diferentes apresentações clínicas. Ointuito do tratamento da alopecia é aumentar a cobertura do couro cabeludo ou retardar a progressão do rareamento dos cabelos ou ambas (KEDE; SABATOVICH, 2004).

O folículo piloso é a estrutura que dará origem ao pêlo; seu desenvolvimento é iniciado em torno do terceiro mês da vida fetal, quando a epiderme começa a enviar invaginações para a derme subjacente, que irão se transformar emfolículo piloso e darão origem aos pêlos. Seu desenvolvimento está completo em torno do oitavo mês de gestação (BATES, 2001). Segundo Kede e Sabatovich (2004), cada folículo possui seu próprio ciclo de desenvolvimento, que compreende três fases: anágena, catágena e telógena (KEDE; SABATOVICH, 2004). A fase anágena se caracteriza pelo crescimento da matriz. Diversas moléculas têm importante função nocrescimento e diferenciação das células germinativas da matriz, conseqüentemente, no ciclo de crescimento do pêlo. Na unidade pilossebácea os receptores de androgênios são encontrados no núcleo das células basais das glândulas sebáceas, dentro da bainha externa do folículo piloso e na papila dérmica (KEALEY; PHIPOTT; GUY, 2002). Os androgênios encurtam a anagênese e promovem a transformação de pelosterminais em pêlos velares, nas áreas sensíveis do couro cabeludo, durante o desenvolvimento da alopecia androgenética (STENN, 1996). As ações dos androgênios no crescimento do pêlo são mediadas pelo fator I e II de crescimento insulina-simile (KEALEY; PHIPOTT; GUY, 2002). A alopecia androgenética resulta de um encurtamento progressivo de sucessivos ciclos na fase anágena e os folículosgeneticamente predispostos são gradualmente miniaturizados e os pêlos terminais do couro cabeludo são substituídos por pêlos velares (KEALEY; PHILPOTT; GUY, 2002). A alopecia androgenética afeta entre 50% e 80% dos homens caucasianos. Em geral, 30% dos homens em sua quarta década têm alopecia androgenética, 40% na quinta década, e assim por diante, até 80% serem afetados quando têm 80 anos ou mais....
tracking img