Alimentos para fins especiais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3935 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ALIMENTOS PARA FINS ESPECIAIS


DEFINIÇÃO, LEGISLAÇÃO E APLICAÇÃO










































2009/2




ALIMENTOS PARA FINS ESPECIAIS

DEFINIÇÃO, LEGISLAÇÃO E APLICAÇÃO













Monografia da disciplina de Nutrição Básica





[pic]




Universidade Federal do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
2009 / 2Avenida Brigadeiro Trompowski, Centro de Tecnologia
Cidade Universitária-Ilha do Fundão
Rio de Janeiro- RJ


RESUMO:
A proposta do trabalho é apresentar a definição de alimentos para fins especiais e a legislação vigente para os mesmos, além de discutir as suas classificações e esclarecer as aplicações e a importância da disposição desses alimentos no mercado consumidor.
Trata-se dealimentos que passam por modificações no seu conteúdo de nutrientes original, de forma a suprir às necessidade de pessoas em condições metabólicas e fisiológicas específicas.
Será feita uma análise dos aspectos mais relevantes que cercam a questão, desde a origem até as perspectivas para as próximas décadas. Novos produtos vêm sendo elaborados constantemente e os alimentos para fins especiais podemser novas e melhores soluções para diversos grupos populacionais.

Palavras-chave: Alimentos para fins especiais, restrição de nutrientes, ingestão controlada de nutrientes, grupos populacionais.


















INDICE

1. Introdução .................................................................. 04


2. Legislação................................................................... 06


2.1. Definição de alimentos para fins especiais .................................. 06

2.2. Classificação de alimentos para fins especiais ............................. 06
2.2.1. Alimentos para dietas com restrição de nutrientes ......... 06
2. Alimentos para ingestão controlada de nutrientes .......... 08
3. Alimentos para grupospopulacionais específicos ........... 11


2. Aplicação..................................................................... 14


3. Conclusão.................................................................... 16


4. Bibliografia ................................................................. 17


































1.INTRODUÇÃO




A alimentação saudável e balanceada é fundamental para a saúde e exerce uma influencia direta na qualidade de vida da população. Ela deve oferecer todos os nutrientes necessários ao perfeito funcionamento do organismo humano e dela dependem tanto a disposição para a realização das atividades diárias como o desempenho das funções vitais.

Determinados quadros clínicos,entretanto, restringem a dieta dos doentes, afetando diretamente a sua qualidade de vida e, muitas vezes, limitando a oferta de nutrientes. Como exemplos estão a doença celíaca, que impossibilita o consumo de massas como pães, bolos e macarrão, devido a existência do glúten em sua composição, a obesidade, que restringe o consumo de alimentos contendo açúcares e gorduras, devido ao alto valor calóricoque possuem, e a pressão alta, que restringe a existência de sal na dieta.


Com o avanço da medicina e o aumento da capacidade de oferecer aos pacientes diagnósticos cada vez mais precisos, vêm sendo observado que a variedade desse tipo de doença é muito grande, bem como a parcela da população afetada.


As restrições alimentares, entretanto, não estão associadas somente adoenças, mas também a grupos populacionais como as gestantes, que necessitam de uma alimentação diferenciada, as crianças de primeira infância que não devem ingerir corantes, conservantes e aditivos que estão presentes em grandes quantidades nos alimentos industrializados convencionais, e até mesmo a atletas, que são ícones da boa saúde, mas durante a prática de atividade física, devem obter energia...
tracking img