Alienar seu chefe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3129 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

Nestes tempos em que a cada dia a vida fica mais corrida, onde as pessoas tem que se dedicar a família, ter um bom desenvolvimento na faculdade e ainda sim mostrar todo diferencial no trabalho se torna quase impossível ser bem sucedido em todas estas áreas.

No trabalho onde passamos grande parte do dia, fazer com que este relacionamento de certo o tempo todo é o grandedesafio, não só com os colegas de trabalho mas, principalmente, com o seu chefe.

Vamos entender primeiro o que significa alienar.

✓ Alienar : substantivo feminino que no sentido figurado significa: abandonar um direito natural, perder: alienar sua independência, afastar, apartar, desviar: Arrebatar, extasiar.

Alienar o chefe é um problema que afeta a grande maioria das empresas norelacionamento chefe x funcionário.

É fato que a dificuldade de se aproximar para uma conversa com seu chefe pode não só causar uma má impressão como também fazer com que seja esquecido ou deixado de lado na hora de uma decisão importante ou até mesmo numa promoção.

O estresse e a pressão que o funcionário ou seu chefe sofre por resultados é um dos grandes fatores que levam essa aproximação ser tãodifícil. Mas também pode ser simplesmente a personalidade forte de ambos que torna essa aproximação mais difícil.

Mas vamos falar de soluções.
Um dos grandes segredos para se aproximar do seu chefe é abrindo a guarda e descobrir o que ele espera. Para isso diálogo é fundamental, é papel do funcionário procurar o chefe para uma conversa, mas que ela seja casual.

O segredo é descobrir o que odeixa irritado e evitar.

Também é crucial saber o que mais agrada num bom funcionário e investir nisso. Desde que não vá além de valores morais, que prejudique ou que seja ilegal.

Isso pode soar como “puxa saco” mais olhando por outro lado o colaborador se destaca, mostrando um bom trabalho e atendendo as expectativas da organização e do chefe.

Manter um bom relacionamento diariamente comos colegas de trabalho também mostra, que se importar com o bem estar de todos de uma maneira geral, é característica de um líder.

Conversar, pedir feedbacks e porque não falar pra sobre aquele projeto que você foi bem sucedido fará se destacar para uma futura promoção.











2. A IMPORTÂNCIA DE UM BOM RELACIONAMENTO CORPORATIVO

O ambiente de trabalho é o lugar onde osprofissionais passam grande parte do seu dia, por conta disto, trabalhar em uma empresa e ter sucesso depende de vários fatores que você desenvolve em sua carreira profissional. Aprender inglês, ter MBA e Mestrado, ser um workaholic, ser envolvido com sua carreira, aceitar trabalhar com remuneração variável são fatores que influenciam imensamente na sua trajetória profissional.

A convivência compessoas de diferentes personalidades pode resultar num ambiente prazeroso e de aprendizado ou em um lugar extremamente desagradável. São muitos os motivos que podem levar a um mau relacionamento entre profissionais no ambiente de trabalho e que também podem envolver seu chefe ou superior.

Entre tantos motivos de maus relacionamentos corporativos, os mais frequentes no ambiente profissional estãoligados à fofoca, pressão de superiores, maus resultados, duelo de egos e guerras de poder e embora isto exista torna-se pior quando o relacionamento ruim está diretamente ligado ao seu chefe.

Essa situação no trabalho, principalmente entre subordinados e superiores, afeta de forma significativa a produtividade e desempenho de toda a equipe. Mas, como identificar que o relacionamento notrabalho não anda bem? E qual seria a melhor maneira de resolver esses problemas?

Para evitar conflitos e intrigas no ambiente de trabalho, todo profissional deve adotar uma postura respeitosa e focar nos assuntos e atividades da organização. Com isto, os relacionamentos podem existir com leveza, porém sem perder a seriedade que o trabalho e os resultados exigem (WELCH, Jack; 2001).
A confiança e o...
tracking img