Alfabetiza

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 42 (10348 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Alfabetização*
Faculdade de Ciências e Tecnologia - Unesp / Presidente Prudente

O ensino da língua escrita abarca uma infinidade de saberes, habilidades, procedimentos e atitudes que se constroem em longo prazo pela
possibilidade de, entre tantas coisas, conhecer letras e expressar sentimentos, decodificar sinais e interpretar o mundo, selecionar informações
e articular ideias, escrever palavrase se relacionar com o outro, conhecer as arbitrariedades do sistema e aprimorar esquemas de organização
do pensamento, desenhar traçados convencionais e recriar as dimensões
humanas de tempo e espaço, respeitar normas e constituir-se como sujeito
autor, adestrar os olhos e viajar por meio da leitura, dominar a mão e
usufruir o direito à palavra. Das mais pontuais e mecânicas às mais
abstratas eexistenciais, todas essas aquisições merecem ser discutidas
não só pelo mérito que têm em si, mas pelo que o seu conjunto pode representar ao sujeito e à sociedade.
(COLELLO, 2010, p. 77-78)

Neste capítulo apresentaremos1 o estudo teórico acerca da temática Alfabetização. Efetuamos essa apreciação com o intuito de
ampliar as reflexões e discussões que serviram de base para a realização de umaanálise significativa dos dados coletados.

1. A partir deste capítulo será
usada a primeira pessoa do
plural (Nós), por se tratar
especificamente da investigação realizada.

1.1 Concepções sobre alfabetização
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN 9394/96), em seu capítulo
II, trata especificamente da educação básica da qual a alfabetização é o ponto-chave, e em
seu artigo 22esclarece que “a educação básica tem por finalidade desenvolver o educando,
assegurar-lhe formação comum e indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe
meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores”. Além disso, os PCN (1999) para
o ensino de Língua Portuguesa definem os seguintes objetivos para o Ensino Fundamental:

15

EIXO ARTICULADOR: EDUCAÇÃO INCLUSIVA E ESPECIAL

LilianeSantos Machado

Além desses objetivos, os PCN de Língua Portuguesa (1999, p. 15) também definem que,
o domínio da língua, oral e escrita, é fundamental para a participação social e efetiva, pois é por meio dela que o homem se comunica, tem acesso
à informação, expressa e defende pontos de vista, partilha ou constrói visões de mundo, produz conhecimento. Por isso, ao ensiná-la, a escola tem
aresponsabilidade de garantir a todos os seus alunos o acesso aos saberes
linguísticos, necessários para o exercício da cidadania, direito inalienável
de todos.
Com base nas leis e nos parâmetros que regem o sistema educacional, é possível afirmar que a alfabetização há muito deixou de ser apenas uma questão de aprender a ler e escrever, transformando-se numa fonte de conhecimentos muito mais ampla, emque o sujeito
adquire a capacidade de pensar e de conscientizar-se de que pode interferir no mundo assim
como o mundo interfere em sua vida, desenvolvendo, desse modo, o exercício consciente dos
direitos humanos e as liberdades fundamentais, divulgados pela Declaração Universal dos
Direitos Humanos (1948).
Em se tratando de liberdades fundamentais dos sujeitos, Freire e Macedo (1990, p.31)declaram que
a dimensão mais profunda de sua liberdade encontra-se precisamente no
reconhecimento das coerções que podem ser superadas. Então, descobrem,
no processo de se tornarem cada vez mais críticos, que é impossível negar
o poder constitutivo de sua consciência na prática social de que participam.
Nesse mesmo sentido, ao compreender a importância do desenvolvimento da consciência crítica daspessoas para a aprendizagem, Soares (1995, p. 7) considera que “dos indivíduos já se requer não apenas que dominem a tecnologia do ler e do escrever, mas também
que saibam fazer uso dela, incorporando-a a seu viver, transformando assim seu estado ou
condição, como consequência do domínio desta tecnologia”. Concordando com essa premissa, Freire (1999, p. 119) define que “a alfabetização é mais do que...
tracking img