Alexandria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1066 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O filme relata a história de Hipátia (Rachel Weisz), filósofa e professora em Alexandria, no Egito entre os anos 355 e 415 da nossa era. Única personagem feminina do filme, Hipátia ensina filosofia, matemática e astronomia na Escola de Alexandria, junto à Biblioteca. Resultante de uma cultura iniciada com Alexandre Magno, passando depois pela dominação romana, Alexandria é agitada por ideaisreligiosos diversos: o cristianismo, que passou de religião intolerada para religião intolerante, convive com o judaísmo e a cultura greco-romana.

Hipátia tem entre seus alunos Orestes, que a ama, sem ser correspondido, e Sinésius, adepto do cristianismo. Seu escravo Davus também a ama, secretamente. Hipátia não deseja casar-se, mas se dedica unicamente ao estudo, à filosofia, matemática,astronomia, e sua principal preocupação, no relato do filme, é com o movimento da terra em torno do sol.

Mediante os vários enfrentamentos entre cristãos, judeus e a cultura greco-romana, os cristãos se apoderam, aos poucos, da situação, e enquanto Orestes se torna prefeito e se mantém fiel ao seu amor, o ex-escravo Davus (que recebeu a alforria de Hipátia) se debate entre a fé cristã e a paixão. Olíder cristão Cyril domina a cidade e encontra na ligação entre Orestes e Hipátia o ponto de fragilidade do poder romano, iniciando uma campanha de enfraquecimento da influência de Hipátia sobre o prefeito, usando as escrituras sagradas para acusá-la de ateísmo e bruxaria.

No filme a atriz Rachel Weisz interpreta uma pobre mulher que não compreende a origem de tanta raiva entre os homens esimplesmente tenta canalizar as suas energias para algo de bem. É impressionante como o filme capta a mais vil intolerância e opressão e é abismal a forma como ele denuncia o desprezo do Cristianismo pela condição feminina (o que me deixa ainda mais incrédulo com o simples fato de haver mulheres que conseguem ser cristãs na atualidade)

Fonte:http://sociologasrespondemnira.blogspot.com/2010/05/critica-do-filme-agora.html

RESENHA DO AUTOR

Este filme é um excelente tema gerador de discussões filosóficas. Hipátia de fato descreve com dignidade o que Johanes Kepler foi redescobrir mais de mil anos depois.

Ágora - No Brasil recebeu o Título de Alexandria.
No filme é possível ver também a essência do que é a doutrina cristã. Nunca paramos para pensar no que acreditamos e Hipatia diz isso aum de seus discípulos que se tornou cristão, que passa a questionar tudo, mas nunca questiona o que ele acredita. Hipatia afirma que não pode se converter ao cristianismo, ela opta pela neutralidade e o amor a filosofia porque a visão de mundo dela é puramente filosófica e não há espaço para religião. Entretanto a política e a religião estavam acopladas nesta época, tornando a situação delicada atépara o prefeito Orestes. A tensão entre cristão e judeus cresceu demais. Os cristãos passaram a dominar o território, os pagãos ou foram mortos ou obrigatoriamente se converteram ao cristianismo, Orestes era pagão e se tornou cristão. Quem não fosse cristão seria morto. Hipatia foi taxada de bruxa e atéia e por isso pagou caro.

É notável como fator histórico, que o filme mostra um cristianismoque não tem uma filosofia como tem os gregos e romanos. Isso é possível ver com clareza no filme, o local onde ocorre e os as doutrinas dominantes. A história é no Egito e lá vemos deuses pagãos, o povo romano com suas tradições inclusive gregas, e conflito entre judeus e cristão e as suas tensões.

O Cristianismo, mostrado no filme, não possui uma filosofia autentica, na verdade ele é umacooptação da filosofia Greco-romana e egípcia. Os ensinamentos destas filosofias foram migrados para o cristianismo e posteriormente receberam uma ajudinha de Aristóteles e Santo Agostinho, o que não tem nada a ver com o filme, mas que é um fator histórico importante na história sanguinária do cristianismo.

Cirilo foi o grande propagador da proposta cristão na história e não ficou de fora no...
tracking img