Alegoria do sertao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 104 (25807 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]



Opa! Louvado seja nosso senhor Jesus Cristo. Esta frase um homem a cavalo com sua família pronunciava pela estrada que dava acesso ao sertão e, mais precisamente, a um logradouro chamado Terra dos Trapiás, e do outro lado da estrada um senhor alto e forte sentado em um tamborete de madeira verde respondia aquele prefixo sertanejo: “para sempre seja louvado!”. O prefixo era comose fosse um soldado batendo continência ao superior. Era um sinal do cristão. Era uma região do semi-árido nordestino, lugar com uma população rural relevante e constituída de costumes ríspidos assemelhados a sua vegetação, a caatinga. Surge entre os facheiros, cactos, trapiás, vaqueiros, retirantes e um solo cauterizado a cidade de Trapiá.

Trapiá, cidade de homens valentes, honestos,corruptos, coronéis, padres, pândegos, mortes e heróis no contexto da seguinte história, baseada na vida real, de um povo que assassina seus heróis e destrói seu progresso, dando causa, assim, ao atraso fabricado pelo sistema político, jurídico e educacional

Trabalho infantil, famílias numerosas e a civilização distante. Lá estava Batista, rapaz que gostava de futebol e de contar histórias. Seuspais se chamavam José Vital e Ana Vital, pessoas de reputação respeitada pela gente que fazia parte daquele lugar; não obstante, seus filhos nasciam os dentes trabalhando. Batista era o quarto filho de uma família de cinco irmãos e quatro irmãs.

Batista é um rapaz que possui muitos objetivos e sonhos. Com o advento da noite, permanecia em sua rede, naquele quarto escuro da grande família,sonhando como mudar a qualidade de vida daquela gente humilde. Seu conhecimento era extraordinário e autodidata.

Sua rotina, comum a todos de Trapiá, era trabalhar no labor rural desde o alvorecer até a hora do almoço, embaixo de um pé de quixabeira; após a refeição, saía correndo pela caatinga até sua casa para tomar banho e ir para o grupo escolar. No grupo começou sua vida educacional,política e amorosa. O grupo era seu refúgio e seu conforto, apesar de muitas vezes cansado.

De camisa branca, calça azul marinho e sua tiracolo, Batista caminhava para a escola junto de alguns amigos: Diego, Ribamar, Genário e Vital, seu primo. No caminho a turma conversava sobre futebol, política, mulheres e cigarros; pois, o fato de serem maior de idade dava àquela turma uma sensação de poder eindependência para realizar e conversar o que lhes achar conveniente.

__ Eu, meus amigos, estou pensando em ir para a cidade grande, São Paulo, já estou disposto, apenas vou esperar o fim do inverno e as batas do feijão, disse Ribamar.

Diego Barros reiterava dizendo que iria para a capital do Estado e depois que se formasse como jornalista pretendia atuar como jornalista da Folha de São Paulo.Na condição de sonhadores, aqueles rapazes mestiços, queimados pelo Sol, um deles tinha traços indígenas e apelido de Juruna. Juruna acabara de perder sua mãe e não possuía as condições que seus colegas gozavam, mesmo assim não era discriminado pelos seus amigos, pois sua personalidade é de um rapaz cativo, simpático, pandego e tinha seus comentários na ponta da língua; não obstante, era umsujeito muito bem informado dos principais assuntos que percorriam os bares de Trapiá, apesar do luto. Um vaqueiro e cantor famoso, Cara veia Véia, escreveu uma música, O filho sem sorte, baseando-se na história de Juruna. Genário era um vigarista que enrolava até o padre na hora de ofertar, pois pedia o troco do que não tinha ofertado; filho do gerente dos Correios e irmão de Miltão, até aquelemomento não havia ganhado o apelido de pé-de-pano.

Vital, primo de Batista, tinha muito em comum com seu primo e galgavam, quem sabe, ser um dia um político ou advogado e, com as prerrogativas das respectivas profissões, poderem contribuir com a cidade de Trapiá, que estava na condição inexperiente de cidade. A emancipação foi um fato que obteve como personagens pessoas de outros municípios e...
tracking img