Albert camus - estrangeir

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1363 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
o
Guião


1. Motivo da escolha (pequena introdução informal)

- Cada um diz porque é que escolheu este livro

(opcional)
-L'étranger, (em português, O estrangeiro) (1942)

-É o mais famoso romance de Albert Camus.

-Faz parte do "ciclo do absurdo" de Camus, trilogia composta de um romance (L'Étranger), um ensaio (Le Mythe de Sisyphe - O mito de Sísifo) e de uma peça de teatro(Caligula) que descrevem o aspecto fundamental de sua filosofia : o absurdismo.

-O romance foi traduzido em quarenta línguas e foi realizada uma adaptação cinematográfica por Luchino Visconti em 1967.


2.Biografia

Albert Camus (Mondovi, 7 de novembro de 1913 — Villeblevin, 4 de janeiro de 1960) foi um escritor e filósofo nascido na Argélia.

Na sua terra natal viveu sob o signo da guerra,fome e miséria, elementos que, aliados ao sol, formam alguns dos pilares que orientaram o desenvolvimento do pensamento do escritor.

Desde cedo Camus conhece o gosto amargo da morte. O seu pai morreu durante Primeira Guerra Mundial. A sua mãe então foi obrigada a mudar para a cidade de Argel, para a casa de sua avó materna, no famoso bairro operário de Belcourt onde, anos mais tarde, durante aguerra de descolonização da Argélia houve um massacre de árabes.

Após acabar o doutoramento e estar apto a lecionar, a sua saúde impediu-o de se tornar um professor. Uma forte crise de tuberculose abateu-se sobre ele nesta época. Ele era tuberculoso havia já algum tempo. Esta doença deu-lhe a real dimensão da possibilidade quotidiana de morrer, o que é fundamental no desenvolvimento de sua obrafilosófica /literária.

A parti daí trabalhou em diversos jornais como editor, criticando a forma como os árabes eram tratados em França e posteriormente fazendo parte da resistencia contra a ocupação alemã.

Escreveu diversas obras no pós-guerra, entre elas a sua obra-prima – “O Estrangeiro” – com a qual ganharia o prémio Nobel da Literatura em 1957.

Camus morreu em 1960 vítima de umacidente de automóvel. Na sua mala estava contido o manuscrito de "O Primeiro Homem", um romance autobiográfico. Por uma ironia do destino, nas notas ao texto ele escreve que aquele romance deveria terminar inacabado. E foi o que aconteceu.




3.Absurdismo

Absurdismo ou filosofia do absurdo estabelece que os esforços realizados pelos seres humanos para encontrar o significado no universofracassarão por não existir tal significado, caracterizando-se assim por seu cepticismo em relação aos princípios da existência.

Por que é que a vida é sem sentido? Qual a justificação dos absurdistas?
A definição mais comum de "sentido" é haver alguma meta ou propósito superior para justificar a vida.
No entanto, para que este propósito superior tenha algum "sentido", também ele precisa de terum propósito ainda mais superior. Esta "cadeia de justificações" nunca chega a um fim, portanto nada pode ser considerado como um propósito final. E mesmo que se chegasse a um propósito final, este poderia ainda assim não nos satisfazer.
Por exemplo, para uma vaca saber que o seu propósito superior é servir de comida para nós, provavelmente não a satisfaria.


4.Enredo e personagens
O romanceconta a história de um narrador personagem, Meursault, um homem diferente do habitual que comete um homicídio e é julgado por esse acto. A acção desenrola-se na Argélia na época em que ainda era colónia francesa, país onde Camus viveu grande parte da sua vida.
Tudo começa com a recepção de um telegrama por Mersault, comunicando o falecimento de sua mãe, que seria enterrada no dia seguinte. Eleviaja então ao asilo onde ela morava e comparece à cerimónia fúnebre, sem, no entanto, expressar quaisquer emoções, não sendo praticamente afectado pelo acontecimento.
O romance prossegue, documentando os acontecimentos seguintes na vida de Meursault que forma uma amizade com um dos seus vizinhos, Raymond Sintès, um conhecido proxeneta. Ele ajuda Raymond a livrar-se de uma de suas amantes árabes....
tracking img