Alavancas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1790 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Relatório do trabalho prático nº3
Alavancas

Alavancas

Relatório elaborado por Rafael Reis nº 52184
Data da realização da experiência: 03/04/2012
Introdução

Com este trabalho prático pretendeu-se a familiarização com o conceito de equilíbrio e com o momento da força e a sua aplicação em máquinas simples.Uma máquina é considerada simples quando é constituída de uma só peça.
Nasmáquinas simples estão associados três elementos: Força potente - força capaz de produzir ou de acelerar o movimento; Força resistente - força capaz de se opor ao movimento; Um elemento de ligação entre potência e resistência, que pode ser um ponto fixo, um eixo ou um plano.
E deste terceiro elemento que surge então os três tipos principais de máquinas simples: Alavanca, roldana e plano inclinado.
Nestetrabalho foi abordada a alavanca, a alavanca é um objeto rígido que é usado com um ponto fixo apropriado para multiplicar a força mecânica que pode ser aplicada a um outro objeto.

Material utilizado




Este trabalho teve como objectivos:

1. Medir as forças necessárias para o equilíbrio da alavanca: para distâncias
simétricas e assimétricas relativamente ao eixo de rotação;
2.Medir as forças necessárias para o equilíbrio da alavanca: para distâncias
iguais e diferentes relativamente ao eixo de rotação.





Montagem da experiência 1- Como funciona uma alavanca

Procedimento (variação de l2):

Ajustamos os zeros do dinamómetro na sua posição de trabalho.

1. Suspendemos o suporte de massa com uma massa total mt = 100 g do na marca 10, do lado esquerdo daalavanca.
- Equilibramos o sistema com o dinamómetro na marca 10 do lado direito da
alavanca. Registámos a força numa tabela 1 (Fig.1);
- Movemos sucessivamente a carga para as posições marcadas com 8, 6, 4 e 2 do lado esquerdo e meça a força F que é necessário aplicar, na posição simétrica do lado direito, para equilibrar o sistema. Registámos os valores na tabela 1.
2. Suspendemos o suportede massa com uma massa total mt = 40g do na marca 10, do lado esquerdo da alavanca.
- Equilibramos o sistema com o dinamómetro na marca 10 do lado direito da
alavanca. Registámos a força numa tabela 2 (Fig.1);
- Movemos sucessivamente o dinamómetro para as posições marcadas com 8, 6, 4 e 2 do lado direito e meça a força F que é necessário aplicar para equilibrar o sistema, mantendo a cargasempre na posição 10 do lado esquerdo. Registámos os valores na tabela 2.

Montagem da experiência 2



Procedimento:

1. Suspendemos o suporte de massa com uma massa total mt = 100 g do na marca 9, do lado direito da alavanca.
- Equilibramos o sistema com o dinamómetro na marca 10, também do lado direito da alavanca, purgando-o até a alavanca estar horizontal (Fig.2). Registámos a forçanuma tabela 3;
- Movemos sucessivamente a carga para as posições marcadas com 7, 5, 3 e 1 do lado direito e meça a força F que é necessário aplicar, para equilibrar o sistema, mantendo o dinamómetro na posição 10 do lado direito. Registámos todos os valores na tabela 3;
2. Suspendemos o suporte de massa com uma massa total mt = 40g do na marca 5, do lado direito da alavanca.
- Equilibramos osistema com o dinamómetro na marca 10 do lado direito da
alavanca. Registe a força numa tabela 4 (Fig.2);
- Movemos sucessivamente o dinamómetro para as posições marcadas com 8, 6, 4 e 2 do lado direito e meça a força F que é necessário aplicar para equilibrar o sistema. Registámos os valores na tabela 4.

Medições
1ªExperiência

Tabela 1 (m=100g)
Marca | Força |
10 | 0,97N0,98N0,98N |
8 |0,98N0,97N0,98N |
6 | 0,97N0,98N0,97N |
4 | 0,99N0,98N0,99N |
2 | 0,98N0,97N0,98N |

Tabela 2 (m=40g)
Marca | Força |
10 | 0,37N0,38N0,38N |
8 | 0,49N0,50N0,49N |
6 | 0,65N0,65N0,65N |
4 | 0,98N0,99N0,99N |
2 | 1,90N1,92N1,90N |

2ºExperiência
Tabela 1(m=100g)
Marca | Força |
9 | 0,94N0,95N0,94N |
7 | 0,75N0,76N0,76N |
5 | 0,55N0,56N0,55N |
3 | 0,36N0,36N0,35N...
tracking img