Aimportancia da leitura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1841 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Formar leitores não é tarefa fácil. É preciso que família e escola trabalhem em conjunto. O interesse pela leitura deve ser estimulado desde a infância, na família, pois é a primeira instituição, seguida pela escola. Está previsto na Lei 8069, no Estatuto da Criança e do Adolescente, entre outros direitos, o direito à cultura. Infelizmente tanto família quanto escola têm falhado com estaobrigação. É preciso que a leitura também seja adequada à idade, envolvente para que desperte a magia, a curiosidade e o prazer por ler. Jogar os livros obrigatórios em uma mesa de sala de aula não é a melhor forma, ao contrário, a má vontade e a obrigatoriedade não geram prazer.
O hábito da leitura é um processo longo quando não criado na infância, e o que se vê em muitas escolas públicas é o descaso emrelação à formação de leitores. Cabe aos pais e professores criar esse hábito, buscar os meios e as formas, ao invés da omissão, para despertar o interesse da criança e do adolescente. Segundo José Breves Filho “uma boa leitura restaura a dimensão humana e atua como um organizador da mente, nutrindo o espírito e aguçando a sensibilidade“. É dado mais valor à gramática do que ao pensamento do aluno.Eu já presenciei isso: um aluno escreveu uma história fantástica e teve nota baixíssima pela quantidade de erros de português. O professor deve ser sensível ao lado literário. Não que a correção gramatical não seja importante, mas é preciso valorizar para não deixar marcas profundas. Um bom exemplo de valorização é a obra de Ziraldo com “Uma professora muito maluquinha“.
Por fim, o que pode estacausando essa enorme falta de leitura na formação do cidadão: O descaso dos pais; a negligência dos professores; falta, por parte do ministro da educação de criar mecanismos para esse fim ou tudo?
As atuais práticas de leitura e escrita realizadas pelos docentes em sala de aula não

atendem ao propósito básico a que se destinam: formar bons leitores e bons escritores no âmago

do ambienteescolar. Contudo, reconhece-se o esforço dos profissionais de educação,

especialmente os de língua portuguesa, em articular um plano de (re)valorização da linguagem

que busque salientar a importância da leitura e da escrita na vida dos discentes. Mas o problema e

as dificuldades são maiores que imaginamos e vão mais além do que o imaginável. Eles

transcendem às melhores intenções doseducadores.

O problema já começa na formação dos profissionais de educação. Os profissionais que

atuam em sala de aula devem ter conhecimento daquilo que vai ensinar. E, para que estes possam

colaborar para a formação de leitores e escritores é necessário que tenham uma boa formação.

Qualquer profissional da educação deve ser formado com um olhar voltado para a

formação de cidadãoscríticos e reflexivos. Como afirma Imbernón (2005, p. 15) “formar o

professor na mudança para a mudança”. A formação do professor de boa ou má qualidade irá

contribuir ou não para a formação de indivíduos reflexivos.

São recentes as mudanças e inovações que buscam o aprimoramento e a eficácia do

sistema educativo e, sendo novas, causam impacto por baterem de frente com os velhos pilaresque alicerçam a nossa rede educacional. Não é de se estranhar essa resistência, afinal as novas

práticas são desconhecidas e consideradas inseguras, instáveis; em contra partida, as velhas

práticas docentes são conhecidíssimas de todos e consideradas como um meio seguro de se

garantir o processo ensino-aprendizagem. Em educação, costuma-se seguir o adágio popular,

“melhor um pássarona mão do que dois voando”, que não crê que arriscar é preciso e, mais que

preciso, é um dos sentidos necessários para se construir a alegria e buscar a “salvação”.

Tradicionalmente, as nossas escolas têm adotado em seu percurso a língua, no sentido da

sua descrição e da sua estrutura, como objeto principal no ensino de língua portuguesa. Diversas

propostas inovadoras têm surgido...
tracking img