Aids, diabete mellitus e obesidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2649 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ISCINA

CURSO DE TERÁPIAS NATURAIS À DISTÂNCIA



ALUNA: SIRLEI PATROCÍNIO EUSTÁQUIO

ASSINATURA: ________________________________________

DATA: 20 / 05 / 2008



PESQUISA – MÓDULO IX



Patologias escolhidas para Pesquisa: AIDS, DIABETE MELLITUS e OBESIDADE.



AIDS

1 – DEFINIÇÃO

A sigla AIDS significa: Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, ou AdquiredImmune Deficiency Syndrome, se em inglês.

A Aids é uma doença infecciosa do sistema de defesa (imunológico) provocada pelo vírus HIV. A doença não se transmite através dos genes, portanto não tem carater hereditário, e sim adquirido. A ação deste vírus sobre as células de defesa que fazem parte do corpo humano provoca uma falha na vigilância do organismo.

HIV quer dizer em inglês,Human Imunodeficiency Virus, ou seja, Vírus da Imunodeficiência humana. Existem dois tipos de HIV, o tipo 1 e o tipo 2, sendo que o tipo 1 é mais comumente encontrado como causador da doença. Trata-se de um vírus cujo código genético é transmitido por uma molécula do tipo RNA, ou seja, transporta seu código genético em moléculas de RNA. Normalmente, estas moléculas não são capazes de se inserir nocódigo genético da células humanas, pois este código se encontra em moléculas do tipo DNA. Para que se possa haver essa infecção, faz-se necessário a transformação do código viral de RNA para DNA, que é feita através de uma enzima chamada transcriptase reversa. Após a transformação, a inclusão do material genético do vírus nas células humanas torna-se possível. Desta forma, se incluso no interior donúcleo celular, encontrarar condições ideais de sobrevivência e se multiplicarar com a duplicação da própria célula que o hospedae por isto ele é chamado de retrovírus.

2 – SINTOMAS

Os sintomas da Aids podem ser divididos em vários estágios.

Estágio I: Infecção aguda

Neste a Aids representa de fato a forma mais grave de infecção pelo HIV. Em um grupo de pessoas infectadas,somente cerca de metade não apresentam um conjunto de sintomas parecidos com os de uma forte gripe, entre cinco dias e três meses após a contaminação. Este quadro é chamado de infecção aguda. A maior parte dos infectados vão apresentar febre, mal-estar, cansaço, dor nos músculos e nas articulações, dores de cabeça, faringite e linfadenopatia (gânglios aumentados principalmente no pescoço e axilas).Estágio II: Infecção Assintomática

A Aids é caracterizada por um longo período de latência antes do desenvolvimento de francas manifestações de imunodeficiência. Durante este período, o individuo contaminado pode ser totalmente assintomático, ambora seja portador do vírus. Este período tem duração muito variável mas em média dura cinco ou seis anos.

O portador assintomático éo principal problema da Aids, sendo ele o maior transmissor do vírus. Um indivíduo completamente “saudável”, pode ter o vírus, não saber, e transmiti-lo à outra pessoa.

Estágio III: Linfadenopatia persistente generalizada

Este estágio é caracterizado pela presença de gânglios aumentados (ínguas) em pelo menos dois lugares que não a virilha, persistindo por três ou mais meses, sem queache uma causa específica para eles. Até 70% dos individuos infectados pelo HIV passam por este estágio.

Estágio IV: A doença em si

Um tempo indeterminado após a contaminação, a pessoa soropositiva, torna-se aidética e não mais apenas portadora do vírus, isto independe de ela ter ou não apresentado os estágios II e III.

Os sintomas mais comuns são falta de apetite, cansaço, dorno corpo e articulações, candidíase oral (sapinho), febre, sudorese noturna, um baixo número de glóbulos brancos. O fato de aparecerem esses sintomas ou sinais mesmo em uma pessoa soropositiva, não significa que seja referente ao início da síndrome. A avaliação das queixas devem ser feitas pelo médico, pois podem representar aprofundamento da ação viral, no sistema de defesa em um nível que o...
tracking img