Aguas residuarias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2965 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS

TRATAMENTO PRELIMINAR
Remoção de Sólidos Grosseiros Processo de remoção de materiais sólidos (todos os tipos) presentes e/ou lançados inadequadamente na água residuária. Finalidades Proteção dos dispositivos de transporte Proteção dos dispositivos de tratamento Proteção dos corpos receptores Aumento da eficiência do sistema de tratamento Características dosistema Dispositivo de retenção Dispositivo de remoção Processos Unitários Gradeamento Peneiramento
Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais - UFSM/CT/HDS

Equalização

Medida de vazão

Decantação primária Processo Biológico

Decantação secundária

Reagente

Tanque de contato

Afluente Peneiramento

Efluente Desarenação Mistura

GradeamentoOperação Unitária Filtração Flotação Espessamento Tratamento de lodo Retrolavagem Processo unitário

Localização de Operações Unitárias no Fluxograma de uma Planta de Tratamento de Águas Residuárias
Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais - UFSM/CT/HDS

TRATAMENTO PRELIMINAR
Gradeamento Barras de aço paralelas, posicionadas perpendiculares ou inclinadas aofluxo dos efluentes, retendo o material grosseiro transportado pelas águas residuárias.

TRATAMENTO PRELIMINAR
Gradeamento Dimensionamento Velocidade do efluente: 0,40- 0,75 m/s (0,60 m/s) Característica do efluente: espessura e espaçamento das barras
Características das Barras Espaçamento Seção da barra Tipo Grades (cm) (pol.) Grosseiras 4,0 – 10,0 ⅜x2 ⅜ x 2½ ½ x 1½ ½x2 5/16 x 2 ⅜ x 1½ ⅜x25/16 x 1½ ⅜ x 1½

Médias

2,0 – 4,0

Finas
Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais - UFSM/CT/HDS

1,0 – 2,0

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais - UFSM/CT/HDS

GRADEAMENTO

GRADEAMENTO

Roteiro de Dimensionamento Cálculo das alturas (H) das lâminas para vazões (max, 1 med e min) no medidor Parshall
Q H=  n K 

Roteiro de Dimensionamento Largura do canal (b)


b= b=

At hmax At Hmax

Rebaixo (Z) do medidor Parshall
Z=

sem caixa de areia

Área útil (Au)

Q A u = max V

Qmax .Hmin − Qmin .Hmax Qmax − Qmin

Verificação das velocidades Perda de carga (hf)
• • •

hf = 1,43.

V2 − v2 2.g

Área total (At), considerando o escoamento à montante da grade E: eficiência dagrade
a: abertura entre as barras t: espessura das barras

Au E a E= a+t At =

V= 2.V0 (considerando 50 % obstrução na grade) v = V0.E (velocidade à montante da grade) V0: velocidade na grade à vazão máxima
h + hf + D + 0,10 x = max sen 45o

Comprimento da grade (x)
D hmax
0,10 m

hf hmax Z Hmax

x

hf
α

Z

Hmax

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos eImpactos Ambientais - UFSM/CT/HDS

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais - UFSM/CT/HDS

GRADEAMENTO

GRADEAMENTO
Calha Parshall - Vazões (L/s)

Roteiro de Dimensionamento Quantidade de barras (n)

n=

b t+a

Espaçamento entre as barras externas e a lateral (e) e = b − [n.t + (n − 1).a] Exemplo de Dimensionamento Dimensionar uma grade para uma ETE,conhecendo-se as seguintes vazões: Vazão máxima: 29,5 L/s Vazão média: 18,4 L/s Vazão mínima: 11,4 L/s
Calha Parshall – Valores de n e k

W
3” 6” 9”

n
1,547 1,580 1,530

k
0,176 0,381 0,535

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais - UFSM/CT/HDS

Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e Impactos Ambientais - UFSM/CT/HDS TRATAMENTO PRELIMINAR
Peneiramento Equipamento com aberturas, geralmente uniforme, que é utilizado para reter sólidos grosseiros presentes nas águas residuárias. (remoção de sólidos grosseiros > 0,25 mm)

PENEIRAMENTO

Peneiras rotativas

Peneiras estáticas ou hidrodinâmicas

http://www.ecosan.com.br

http://www.benger.com.br/index.html Prof. Carlos Ernando da Silva - Tratamento de Resíduos e...
tracking img