Agua potavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (518 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Mil milhões de pessoas sem acesso a água potável
É um direito negado a mil milhões de pessoas. O acesso a água potável significa, para milhões de seres humanos, a diferença entre a vida e a morte,mas poucos são os que pensam nisso quando abrem inconscientemente a torneira da água, sem nunca se deterem para pensar que se trata de um bem escasso. E esgotável.
O Relatório do DesenvolvimentoHumano 2006, intitulado “A água para lá da escassez poder, pobreza e a crise mundial da água”, sublinha o valor de um recurso tão necessário como negligenciado e deixa alguns alertas muito preocupantes.Os sinais de utilização excessiva são “perturbadoramente claros” e a luta pela água vai intensificar-se, nas próximas décadas, afirma Kemal Dervis, administrador do Programa das Nações Unidas para oDesenvolvimento (PNDU).
Na água, como em todos os bens desigualmente distribuídos, os preços contribuem para reforçar as profundas assimetrias. Se o mundo é uma aldeia global, a verdade é que temalgumas avenidas escandalosamente luxuosas e muitas ruelas paupérrimas, onde falta quase tudo, incluindo água e saneamento básico. Neste inicio do século XXI, a água suja é a segunda causa de morteinfantil. Todos os dias morrem 4900 crianças devido a diarreia causada por privação de água potável. Somando os óbitos por causa da diarreia, conclui-se que, em 2004, foram seis vezes mais que a média anualde mortes ocorridas por conflitos armados na década de 1990.
Mais de 2600 milhões de pessoas não têm saneamento básico. A importância de uma simples sanita com autoclismo afere-se em mortes decrianças. Os autores de Relatorio referem que estudos realizados no Peru e no Egipto comprovam que o acesso a instalações sanitárias condignas podem baixar a mortalidade infantil em cerca de 60%.
U
ma das“ironias cruéis” apontadas no Relatório é que a água é mais cara nos locais pobresno que nas regiões mais ricas. Nos bairros de lata de Nairóbi, a água custa dez vezes mais do que nas zonas ricas...
tracking img