Agrofloresta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 61 (15203 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
APOSTILA
DO
EDUCADOR
AGROFLORESTAL

INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS
AGROFLORESTAIS
UM GUIA TÉCNICO

AGROFLORESTAL

INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS AGROFLORESTAIS

Ficha
Ficha técnica:

Autores:

Fotos:
Revisão:

Projeto gráfico /
Diagramação:

Ford Foundation

SISTEMAS AGROFLORESTAIS (SAF’S)
COMPREENDENDO
CONTEXTUALIZAÇÃO
CONCEITO DE SAF's
CLASSIFICAÇÃO DE SAF's

1011
12
13

“AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE DE SAF’S NO ESTADO DO ACRE"
SUCESSOS E INSUCESSOS

19

SISTEMAS AGROFLORESTAIS SUCESSIONAIS
UMA IDÉIA QUE DÁ CERTO

23

SOLOS
CONCEITO, GENÊSE, CLASSIFICAÇÃO E SUA RELAÇÃO COM O MANEJO

28

CONCEITOS FUNDAMENTAIS
CONSERVAÇÃO DA ÁGUA E DO SOLO
CICLAGEM DE NUTRIENTES
BIODIVERSIDADE
SUCESSÃO NATURAL

36
41
43
45

05

ÍndiceIMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA AGROFLORESTAL
ASPECTOS IMPORTANTES A SEREM CONSIDERADOS
VAMOS ENTENDER MELHOR
ASPECTOS DE MANEJO
AS ESPÉCIES DE SERVIÇO
EXPERIÊNCIA COM ESPÉCIES DE SERVIÇO NO ACRE

51
52
55
56
58

TECNOLOGIAS AGROFLORESTAIS
BARREIRAS VIVAS CONTRA FOGO

66

CONSIDERAÇÕES PARA CRIAÇÃO DE GADO
BUSCANDO HARMONIA COM A NATUREZA

BIBLIOGRAFIA CITADA

70

GLOSSÁRIO06

68

71

Apresentação
Esta apostila é parte integrante da “Mochila do Educador
Agroflorestal” desenvolvida pelo Arboreto/Parque Zoobotânico da
Universidade Federal do Acre. Seu objetivo é subsidiar o educador agroflorestal,
em termos conceituais, para que este possa ter mais segurança e desenvoltura,
como também apresentar maior fundamento técnico, ao aplicar a metodologia deEducação Agroflorestal a partir do Manual do Educador Agroflorestal.
Acreditamos que quando se tem claro os conceitos, os fundamentos,
é mais fácil agir coerentemente e que o envolvimento do outro se dá a partir do
próprio envolvimento. Assim, o educador agroflorestal deverá dar exemplo da
sua prática e mostrar-se seguro, com argumentos sólidos para propagar o
agroflorestalismo.
Esta apostila estálonge de ser um material acabado. Sendo assim, está
sujeita a ajustes, mudanças, e aberta para a inclusão de mais informações e
reflexões. Buscar a literatura e outros meios de informações devem fazer parte do
perfil de um verdadeiro educador agroflorestal, que constantemente revê seus
conhecimentos, reaviva-o e alimenta-o a partir da troca de experiências e também
da prática autodidata.

07 Para refletir
AS AÇÕES DO SER HUMANO
E SUA RELAÇÃO COM A NATUREZA
Se refletirmos com cuidado, perceberemos que a riqueza ou o ganho econômico não
vem da exploração dos recursos naturais, mas da dedicação em agirmos para aumentar os
recursos do lugar. A exploração da natureza gera riquezas pôr certo tempo, mas depois, em
algum momento, vai refletir em pobreza, pois esgotados os recursos,acaba-se a fonte de
dinheiro, enquanto que, se agirmos para aumentar a vida do lugar, sempre teremos mais recursos
de qualidade e poderemos usufruir deles indefinidamente.
A agricultura, pela área que abrange e pelas práticas que utiliza, é tida como uma das
atividades humanas mais impactantes ao ambiente. Desse modo, as áreas de fronteira agrícola
rapidamente se expandem, substituindo avegetação natural pela paisagem antrópica, menos
complexa em quantidade e qualidade de vida.
Numa paisagem agrícola as árvores são consideradas um obstáculo que impede o progresso.
Nesse sentido, o ser humano, freqüentemente, coloca-se à parte da natureza para agir sobre
o ambiente. O resultado de suas ações, muitas vezes, é a destruição e a diminuição das
condições necessárias para a vida,efeito que reflete em redução da sua qualidade de vida, já
que dependemos diretamente dos recursos naturais. Mesmo quando se está preocupado com
a questão ambiental, o homem, com sua visão fragmentária de enxergar o mundo, separa a
paisagem em áreas de conservação, que devem ser intocadas e mantidas no seu estado “natural
puro” (que são os Parques, as Reservas...) e em áreas para produção,...
tracking img