Agricultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4353 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Objetivos de Geografia – Teste dia 21 de novembro de 2008


1- Identificar as regiões agrárias. (Mapa)


2- Distinguir Espaço Rural de Espaço Agrário e de Espaço Agrícola.
O Espaço Rural ocupa uma parte significativa do território português e nele se desenvolvem as atividades agrícolas, mas também outras, como o artesanato, o turismo e a produção de energias renováveis.Dentro deste, existe o Espaço Agrário cujas áreas estão ocupadas com a produção agrícola (vegetal e animal), pastagens e florestas, habitações dos agricultores e, ainda, infraestruturas e equipamentos associados à atividade agrícola.
Dentro do Espaço Agrário, e consequentemente do Espaço Rural, existe o Espaço Agrícola cuja área é utilizada para a produção vegetal e/ou animal.


3-Explicar a importância da agricultura para a economia nacional.
Em Portugal, a agricultura é uma atividade económica cuja contribuição para a criação de riqueza expressa, por exemplo, no Produto Interno Bruto e no Valor Acrescentado Bruto, tem vindo a decrescer. Deve-se essencialmente, ao desenvolvimento das atividades dos setores secundário e terciário, cuja participação aumentou muito etende a crescer, sobretudo a do setor terciário.
O setor agrícola, no entanto, mantém ainda algum peso na criação de emprego e detém uma grande importância na ocupação do espaço e na preservação da paisagem, constituindo mesmo a base económica essencial de algumas áreas acentuadamente rurais do país.


4- Caracterizar as diferentes regiões agrárias quanto à morfologia agrária esistemas de cultura. (Na outra folha)


5- Relacionar as características da agricultura portuguesa com os fatores naturais e humanos.


[pic][pic]
No nosso país, o clima é um dos fatores que mais condiciona a produção agrícola, pela temperatura, mas sobretudo pela irregularidade da precipitação.
A existência de recursos hídricos é fundamental para a produção agrícola,pelo que esta se torna mais fácil e abundante em áreas onde a precipitação é maior e mais regular. Em áreas de menor precipitação é necessário recorrer a sistemas de rega artificial.
A fertilidade do solo, natural (dependente das características geológicas, do relevo e do clima) e criada pelo Homem (fertilização e correção dos solos), influencia diretamente a produção, tanto em quantidadecomo em qualidade.
Quando predomina o relevo plano, a fertilidade do solo é geralmente maior, assim como a possibilidade de modernização das explorações. Se o relevo é mais acidentado, a fertilidade dos solos torna-se menor e há maior limitação no uso da tecnologia agrícola e no aproveitamento e organização do espaço.
O passado histórico é um dos fatores que permite compreender aatual ocupação e organização do solo. Aspetos como a maior ou menos densidade populacional e acontecimentos ou processos históricos refletem-se, ainda hoje, nas estruturas fundiárias (dimensão e forma das propriedades rurais).
O objetivo da produção é outro fator que influencia a ocupação do solo. Quando a produção se destina ao autoconsumo, as explorações são geralmente de menor dimensão e,muitas vezes, continuam a utilizar técnicas mais artesanais. Se a produção se destina ao mercado, as explorações tendem a ser de maior dimensão e mais especializadas em determinados produtos, utilizando tecnologia moderna.
As políticas agrícolas são atualmente fatores de grande importância, uma vez que influenciam as opções dos agricultores relativamente aos produtos cultivados.6- Caracterizar os diferentes tipos de povoamento rural.


[pic]

7- Relacionar o tipo de povoamento com as características naturais (relevo e clima) e o passado histórico.
O tipo de povoamento disperso encontra-se em zonas como Entre Douro e Minho, Algarve, Madeira e Beira Litoral, visto que é um tipo de povoamento comum onde há climas húmidos e planícies.
Quanto ao...
tracking img