Agregados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 154 (38388 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Apostila de ensaios de concretos e agregados 3ª Edição

Este material é baseado no Manual “Ensaios de agregados, concreto fresco e concreto endurecido MT 6” da Associação Brasileira de Cimento Portland. A reprodução de partes de seu conteúdo foi gentilmente autorizada pela ABCP.

Curitiba-PR Janeiro de 2011

SUMÁRIO

CAPÍTULO I - ENSAIOS DE AGREGADOS....................................................................................... 5

AGREGADOS PARA CONCRETO (NBR 7211: 2009) ........................................................................ 6 AMOSTRAGEM DE AGREGADOS E REDUÇÃO PARA ENSAIOS DE LABORATÓRIO (NBR NM 26: 2009 E NBR NM 27: 2001) ................................................................................................................ 13 COMPOSIÇÃOGRANULOMÉTRICA DOS AGREGADOS (NBR NM 248: 2003) .............................. 16 DETERMINAÇÃO DO TEOR DE MATERIAL PULVERULENTO (NBR NM 46: 2003) ........................ 21 TEOR DE ARGILA EM TORRÕES E MATERIAIS FRIÁVEIS (NBR 7218: 2010) ............................... 24 ÍNDICE DE FORMA DE AGREGADO GRAÚDO PELO MÉTODO DO PAQUÍMETRO (NBR 7809: 2006) versão corrigida 2008.............................................................................................................. 28 AGREGADOS – DETERMINAÇÃO DA MASSA UNITÁRIA E VOLUME DE VAZIOS (NBR NM 45: 2006) ................................................................................................................................................ 31 AGREGADO GRAÚDO - ENSAIO DE ABRASÃO "LOS ANGELES" (NBR NM 51 - 2001)................. 35MASSA ESPECÍFICA, MASSA ESPECÍFICA APARENTE E ABSORÇÃO DO AGREGADO GRAÚDO (NBR NM 53: 2009) .......................................................................................................................... 38 MASSA ESPECÍFICA, MASSA ESPECÍFICA APARENTE E ABSORÇÃO DO AGREGADO MIÚDO (NBR NM 52: 2009 E NBR NM 30: 2001).......................................................................................... 42 IMPUREZAS ORGÂNICAS EM AGREGADOS MIÚDOS (NBR NM 49: 2001) ................................... 47 ENSAIO DE QUALIDADE DA AREIA (NBR 7221: 1987) ................................................................... 49 ENSAIO DE INCHAMENTO DA AREIA (NBR 6467: 2006) ................................................................ 53 DETERMINAÇÃO DA UMIDADE SUPERFICIAL EM AGREGADOMIÚDO - MÉTODO DO FRASCO DE CHAPMAN (NBR 9775: 1987) ..................................................................................................... 58 AGREGADOS - DETERMINAÇÃO DO TEOR DE UMIDADE TOTAL, POR SECAGEM, EM AGREGADO GRAÚDO (NBR 9939: 1987) ........................................................................................ 60

CAPÍTULO II- ENSAIOS DE CONCRETOFRESCO......................................................................... 65

AMOSTRAGEM DE CONCRETO FRESCO (NBR NM 33: 2003) ...................................................... 66 ÁGUA PARA AMASSAMENTO DO CONCRETO (ABNT NBR 15900) .............................................. 68 DETERMINAÇÃO DA CONSISTÊNCIA PELO ABATIMENTO DO TRONCO DE CONE (ABNT NM 67: 1998)................................................................................................................................................ 77 MOLDAGEM E CURA DE CORPOS-DE-PROVA DE CONCRETO (NBR 5738: 2003 / Emenda1:2008) ......................................................................................................................................................... 79 RECONSTITUIÇÃO DE TRAÇO DE CONCRETO FRESCO (NBR 9605:1992) ................................ 82

MASSA ESPECÍFICA, DO RENDIMENTO E DO TEOR DE AR PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO (NBR 9833: 2008/Corrigida 2009) ..................................................................................................... 88

CAPÍTULO III - ENSAIOS DE CONCRETO ENDURECIDO .............................................................. 95

RESISTÊNCIA A COMPRESSÃO...
tracking img