Agenda setting

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2958 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Em 1972, dentro da corrente de pesquisas norte-americana, a Mass Comunication Research, situada na corrente de estudos dos efeitos a longo prazo, a hipótese do agenda-setting, formulada por Walter Lippmann em 1922, é desenvolvida por Maxwell McCombs e Donald Shaw no artigo intitulado “The Agenda-Setting Function of Mass Media”.
A hipótese consiste nos estudos dos efeitos da mídiasobre o público, que não é influenciado quanto ao modo de pensar, e sim, sobre o que deve pensar. O agenda-setting defende que a massa discute os assuntos que passam pelos meios de comunicação, ou seja, seus debates são determinados pelo que ouvem e assistem.
Muitas vezes, informações de grande importância são deixadas de lado para dar lugar aos temas que os mass media escolhem. As notíciasselecionadas ganham ênfase e força, atingem uma grande dimensão e tornam-se alvos de discussões e debates de todos. Ou seja, os telespectadores consideram como importantes as notícias que recebem, e dessa forma, igualam suas agendas à dos meios de comunicação.
Os programas brasileiros de entretenimento fazem sucesso e abrangem todo o país, conseguindo prender o indivíduo na frente da televisão, com seusmais variados assuntos, propondo diversão ao telespectador e descartando, muitas vezes, discussões importantes. Dessa forma, os meios de comunicação têm grande poder sobre a vida das pessoas, determinando seus pensamentos.
Neste trabalho o agendamento será retomado, seus princípios e conceitos serão revisados e apresentados ao leitor; posteriormente ela será aplicada aos programas, tantojornalísticos como os de entretenimento, que serão utilizados como exemplos que comprovem que ainda está presente atualmente, 40 anos depois de sua formulação.
Baseando-se na hipótese, que defende a influência dos meios de comunicação de massa sobre a agenda do público, o projeto tem como problema principal descobrir se a mídia brasileira afeta na opinião e no cotidiano de seus consumidores.
A metodologiautilizada será a revisão bibliográfica, realizando um levantamento do tema, a partir do que já foi formulado, possibilitando sua verificação nas programações. Assim, serão comparados os agendamentos (dos canais televisivos e do público) para identificar suas semelhanças.
Através da revisão bibliográfica e resgate da hipótese, o trabalho será exemplificado pela análise das programações brasileirasexibidas no segundo semestre de 2012, que terão seu agendamento percebido pela ordem do dia e hierarquização dos temas.
O objetivo do trabalho será aplicar este conceito de poder da mídia, idealizada há 90 anos, atualmente, no século XXI, com o intuito de provar que, as sociedades passam por diversas mudanças ao longo do tempo, mas a lógica de influência dos meios de comunicação de massa sobre avida das pessoas ainda é considerável.

A HIPÓTESE DO AGENDA-SETTING

A Pesquisa Norte-Americana em Comunicação surge no contexto de transformações sociais do início do século XX. A sociedade, já adaptada às indústrias, ao novo modelo social urbano que fora implantado e às novas dinâmicas do mercado, vê-se rodeada por novos fenômenos comunicacionais. Os meios de comunicação e a sociedade de massasurgem como a grande novidade do início do século e os pesquisadores voltam-se para essa nova realidade, procurando formulá-la para melhor entendê-la.
Os primeiros estudos da Mass Comunication Research separavam a comunicação do contexto social e classificavam-na como fenômeno unidirecional, onde o receptor é passivo e só recebe as informações, sendo assim influenciado por elas. Estas primeiraspesquisas procuravam aumentar os níveis de influência e persuasão dos meios, para que obtivessem os efeitos desejados sobre o público.
Com o tempo, os pesquisadores começam a perceber que o receptor não é totalmente passivo e nem responde imediatamente aos estímulos transmitidos, como crê a Teoria Hipodérmica, mas depende de fatores realidade que as pessoas têm através do que vem ou escutam...
tracking img