Afom

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1210 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTE PORTUGUESA

Contexto-historico

Na segunda metade do sec.XIX portugal atravesa um periodo de estabilidade, portugal vive novos perturbações marcadas pela ditadura de João Franco, pela contestação da republica, pelo regicidio, pela implantação da republica, pela intervenção na 1 guerra mundiale pela instauração do estado novo, tudo isto causou alterações na vida dos portugueses.
Asartes foram as mais prejudicadas.
• Desfasamento cronologico entre os movimentos artisticos europeuse o conhecimento dos artistas portugueses.
• As obras produzidas estavam ligadas as mentalidades da altura, os compradores tinham pouco conhecimento da arte.
• Pouca projecção dos seus artistas.
• Pelo ensino submetido a tradição.
Apsar da permanencia no naturalismo houve algumacontestação no campo da literatura (Eça de Queiros, Antonio Nobre, Florbela Espanca, Mario de Sá Carneiro e Fernando Pessoa) e no campo musical (Viana da Mota, Alfredo Keil, Luis de Freitas Branco e Fernando Lopes Graça) no campo das artes tambam ha
artistas que sobressaem (nas artes plasticas, Malhoa, Pousão, Antonio Carneiro, Amadeu da Souza-Cardoso, Almada Negreiros e Eduardo Viana; naarquitectura Ventura Terra, Adães Bermudes e Marques da Silva).
Foi a partir destas incoformistas que se começou a falar de modernismo (pintura 1915, arquitectura1925-30).
A partir de 1900 ocorreram varios eventos artisticos.
• Exposição livre 1911
• Exposição de humoristas e dos modernistas 1915
• Mudeu nacional de arte contemporania 1911
• Presença dos Delaunay empotugal uma influencia para os nossos artistas a partir 1915
• Concurso do pavilhão de potugal 1900
• Sociedade de arquitectos potugueses 1902
• Premios de Valmor de arqiutectura 1902
• Introdução das novidades tecnologicas como o ferro, o vidro e o betão armado

Pintura

Os pintores dos finais do sec.XIX e prencipios do sec.XX conheceram as correntes artisticaseuropeias mas continuaram ligados ao naturalismo. O naturalismo continuou a agradar e a ser feito por monarquicos, republicanos, fascistas, liberais e democraticos.
Mas alguna procuraram outros caminhos, uns como laivos impressionistas, como Malhoa e especialmente Pousão que se aproxima de Manet e Pissarro. Outros seguiram o modelo e o sentir simbolista e expressionista como Antonio Carneiro,outros ainda perseguiram varias correntes como os pintores da chamada 1 geração modernista.
Exemplos de alguns pintores:
Eduardo viana (1881-1967)
Inicialmente era um pintor naturalista de cenas e costumes mas cedo enverdou pelo protocubismo cezanniano em termos de forma. Em 1915 conheceu orfismo e os Delaunay e passou a produzir quadros inspirados na plastica orfica.
Amadeo de Souza-Cardoso(1887-1918)
A sua obra é caracterizada pela exprimentação de varias correntes, do naturalismo ao expressionismo e ao cubo-futurismo. Participou em exposições em Paris,Berlim e nova Iorque. Contactou com Picasso, Braque e o casal Delaunay. Ficou celebre pelas suas mascaras, pelas naturezas mortas, pelas paissagens e pelas violas. A mistura harmonica do cubismo, do futurismo, do expressionismo e delaivos do abstraccionismodificulta a classificação das suas obras. Foi tambem inovador pelos materiais utilizados (pasta de oleo, areias) e pelo recurso a colagem (fosforos,ganchos de cabelo, estilhaços de espelho) pela simulação cubista da introdução de letras.
Sem uma corrente unica, era essencialmente apaixonado pelo movimento, pela velocidade,pela febre da vida moderna.
Guilherme Santa Rita(1889-1918)
Conhecido por Sata Rita Pintor. Ja em 1912 se dizia pintor futurista. Vagueou entre o desafio conceptual e a pintura futurista italiana.
É dificil analizar a sua obra pois mando-a destruir antes de morrer, havendo poucas excepções como a Cabeça. Foi um agitador n de ideias, um inovador no campo estetico e o organizador da revista Portugal Futurista em 1917.
O que mais procurou foi a...
tracking img