Adolescencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2436 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Tema/Assunto: ADOLESCÊNCIA
Disciplina: Psicologia do desenvolvimento adolescente
Referência: CALLIGARIS, Contardo. A adolescência- São Paulo: Publifolha, 2000.
Resumo da obra A obra de Contardo Calligaris, A adolescência, descreve a incrível fase da adolescência desde a sua origem. No decorrer dos capítulos, o autor faz com que o leitor fique ainda mais curioso, por se tratar de um tema umtanto quanto polêmico relacionado a mudanças ocorridas nesse período, com o auxílio de uma linguagem simples e clara, tornando possível uma viagem de indagações e reflexões de acordo com as atitudes e posições morais. O autor faz com que o leitor fique ainda mais curioso ao decorrer das páginas lidas pelo fato de demonstrar claramente toda moratória entre a infância e fase adulta. Relata osquestionamentos que os adolescentes fazem ao não reconhecerem a sua importância, e o que se esperam deles, pois a maior preocupação é de fato a cobrança de atitudes diferenciada das outras fases da vida. Não sendo mais reconhecidos como crianças e nem ao menos adultos. Não são mais crianças por não viverem mais aquele mundo fantasiado, assimilando que o seu sucesso depende de um destaque financeiro eamoroso, pois a sua própria mudança física exige dele uma maturação psicológica cobrando responsabilidades e uma mente aberta para atualizações que surgem de acordo com a sociedade global, e fisiológica, onde a aparência é vista como fonte fundamental para a conquista do outro. É aqui que essa moratória gera conflitos psíquicos aos adolescentes, fazendo com que o seu comportamento haja de maneiradiferente, e por isso classificada como rebelde diante da sociedade. O conceito dessa fase foi e é tão critica, que os adultos por vezes agem como adolescentes como desabafo e fonte de alivio para os problemas econômicos existentes, e se tornam adolescentes espiritualmente idealizando uma felicidade, e essa felicidade para os adolescentes por vezes podem causar depressões quando não são de fatoaceitas pelo padrão de vida social. No decorrer da leitura, o autor propõe cinco tipos de adolescentes, aos quais são de fato reais os seus comportamentos, e os seus desejos. Chegando a atual visão, os adultos de primeiro protegem a infância, idealizando a felicidade inata e, portanto é obrigação dos adultos oferecerem a qualquer custo essa felicidade, sendo que aos poucos seu olhar se desvia aosadolescentes por serem os próximos a estarem naquela fase de vida, assumindo as mesmas responsabilidades, as mesmas ideias, as mesmas normas, os mesmos comportamentos, embora finalizem essa idealização com o sentimento de inveja natural que proporciona ao adolescente o poder dos desejos e objetivos motivados.
CITAÇÕES
1.2 A adolescência como reação e rebeldia. “Instigar os jovens a se tornaremindivíduos independentes é uma peça-chave da educação moderna. Em nossa cultura, um sujeito será reconhecido como adulto e responsável na medida em que viver e se afirmar como independente, autônomo-como os adultos dizem que são.” (p. 17)
1.3 A adolescência idealizada. “Em nossa cultura, a passagem para a vida adulta é um verdadeiro enigma. A adolescência não é só uma moratória mal justificada,contradizendo valores cruciais como o ideal de autonomia. Para o adolescente, ela não é só uma sofrida privação de reconhecimento e independência, misteriosamente idealizada pelos adultos. É também um tempo de transição, cuja duração é misteriosa”. (p. 18)
1.4 Duração da adolescência. “Quando a adolescência começou a ser instituída por nossa cultura e, logicamente, apareceram às complicações sociais esubjetivas pela invenção dessa moratória, pensou-se primeiro que a causa de toda dificuldade da adolescência fosse à transformação fisiológica da puberdade. A adolescência, em suma, seria uma manifestação de mudanças hormonais, um processo natural”. (p. 19)
2.2 Interpretar os adultos “Em suma, o adolescente é levado inevitavelmente a descobrir a nostalgia adulta de transgressão, ou melhor, de...
tracking img