Administrando os estoques na cadeia de abastecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1447 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Gestão de Pessoas na Industria da Construção Civil – Base para a
Construção Sustentável – Um Estudo de caso
RESUMO
Há mais chances de se alcançar o sucesso empresarial quando existe efetiva gestão de finanças, estratégias, processos de tecnologia e de informações, ambiente, segurança, saúde ocupacional e de outros fatores críticos. A gestão de pessoas, no entanto, é fator imprescindívelpara o estabelecimento da excelência na gestão, que culmina com a sustentabilidade empresarial. No presente artigo, avalia-se o modelo atual de gestão de pessoas na construção civil, especificamente no setor de obras comerciais. Por meio de algumas abordagens dos processos de gestão de pessoas e das ferramentas existentes para manter as pessoas motivadas na empresas, faz-se um diagnostico dagestão de pessoas nesse segmento do mercado. Com base na utilização da ferramenta de análise S.W.O.T., sugere-se a implantação de novo modelo de gestão na construção civil, com a aplicação dos conceitos de estratégia empresarial. Como pesquisa de campo, o artigo apresenta um estudo de caso referente a uma empresa de pequeno porte de construção e instalação de Terminais e Bases de Distribuição deCombustíveis e Postos de Serviços e Abastecimento. Palavras chave: Gestão de Pessoas, Competitividade, Gestão Estratégica, Recursos Humanos
1. INTRODUÇÃO
A sociedade contemporânea é marcada por um acelerado ritmo de mudanças e vem se transformando rapidamente. Alterações nos hábitos e valores das populações, mudanças demográficas, surgimento de novas tecnologias e, particularmente no Brasil,reformas governamentais – tributária, da Previdência e do Judiciário estão causando impactos significativos nas organizações, ameaçando, muitas vezes, sua sobrevivência ou, ao contrário, oferecendo novas oportunidades de crescimento. Por essa razão, o mercado atual está constantemente sendo afetado pelas mudanças de cenário, e as empresas nele inseridas têm de ter flexibilidade, adequando-secontinuamente às novas realidades, para assim garantir sua existência. Neste artigo, a atenção se voltará sobre as empresas de construção civil. Para grande parte dessas empresas, o maior cuidado é com a produtividade. Muitos dos outros aspectos relevantes para a saúde da empresa, como qualidade, preocupação com o meio ambiente, segurança e saúde do trabalhador são deixados de lado. Há ainda umacarência de um modelo de gestão que torne esse setor mais competitivo no mercado. Alguns autores, como Ulrich (2000), apontam algumas das características dessas empresas que contribuem largamente para essa situação: são indústrias muito tradicionais, com grande inércia ante as alterações de cenário; utilizam mão-de-obra intensiva e pouco qualificada; empregam os recursos humanos em caráter eventual,sem plano de carreira, gerando baixa motivação nos funcionários, baixa produtividade e perda de qualidade. As empresas, de modo geral, sob uma visão moderna de administração, investem cada vez mais no desenvolvimento da satisfação de seus grupos participantes do Sistema de Trocas de Valor. Esses grupos são os acionistas, os clientes, a comunidade, os fornecedores e os funcionários. O atendimentoà satisfação de todos os participantes do Sistema de Trocas de Valor é essencial para a sustentabilidade empresarial. Este artigo, porém, propõe-se a examinar, SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia especificamente, a gestão de pessoas numa empresa de pequeno porte da construção civil, guardando a ciência de que o sucesso das empresas, em geral, depende, em larga escala, não só daadequada gestão de pessoas, mas também da habilidade destas para identificar e satisfazer a necessidade e para administrar as turbulências de cada cenário com arrojo e disposição.
2. FORMULAÇÃO E DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA
Existem inúmeros critérios para identificar o porte de uma empresa. No Brasil, os critérios adotados são definidos por órgãos governamentais, como o Banco Nacional de...
tracking img