Administrando condominio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1474 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Condomínio: planejar e controlar os gastos faz a diferença no orçamento

Publicado no Dia 15/03/2008
Louise Aguiar
* Administrar o próprio dinheiro não é tarefa fácil para ninguém. Cuidar das contas e da manutenção de um condomínio então, é mais complicado ainda. É o pagamento de funcionários, contas de água e luz, conserto de elevador, limpeza de piscina, além da remuneração para aempresa contratada para administrar o residencial - tendência cada vez mais forte nos dias de hoje. E com março chegando, mês em que tradicionalmente as taxas de condomínio e aluguel recebem incremento, a preocupação dos administradores e condôminos aumenta na mesma proporção.

Aproximadamente, a metade da taxa de condomínio (49%) é usada pra pagar os funcionários. Em média, 17%, é usado para a contade água, 10% para a luz e outros 10% para consertos e manutenção em geral. Mais 8% são gastos com os elevadores e 5% vão para a empresa que administra o condomínio. O custo desse serviço, assim como o aluguel, é reajustado pelo IGP-M.

Enxugar o quadro de funcionários e monitorar o consumo de água e luz na região externa do prédio são as primeiras medidas a serem tomadas para economizar na taxae evitar, ou pelo menos diminuir, o repasse do aumento aos moradores. Segundo o contador e também síndico do seu prédio, Eduardo Pereira Caldas, a primeira providência é buscar a utilização de uma administração profissional, que hoje é oferecida a preços acessíveis.

"A primeira mudança que deveria ser feita para diminuir os gastos é passar a cobrar a taxa através de boleto bancário, porque issodeixa de ser feito de uma forma pessoal. E nos pequenos condomínios, quando há inadimplência, por menor que seja, interfere muito na administração", justifica. Além disso, Caldas defende que uma administração mais moderna também ajudaria a reduzir os custos.

Por tradição, além do zelador, costuma-se manter a figura do porteiro diurno e noturno. Hoje, com toda a tecnologia disponível nomercado, é possível monitorar e manter um condomínio apenas com um zelador. "Hoje em dia, infelizmente, é muito caro permanecer com um funcionário com carteira assinada", destaca.

A terceirização, segundo ele, é a melhor opção. Um porteiro noturno custa em média R$ 1.000 e investir em modernização, como equipamentos de segurança e portaria eletrônica, significaria uma economia de aproximadamente 60%.De acordo com o contador, é mais viável investir na automatização dos serviços do que manter os profissionais, principalmente em pequenos condomínios. Os residenciais mais modernos, inclusive o qual onde ele é síndico, no Barro Vermelho, já são construídos com essa visão. O acesso dos veículos é feito através do portão eletrônico e o portão principal conta com um sistema de destravamento porsenha.

Enquanto síndico, Caldas diz que as duas maiores dificuldades de administrar um residencial são a idéia do limite e a cobrança aos inadimplentes. "As pessoas muitas vezes não têm o cuidado de ler o estatuto para saber que aonde termina seu direito, começa o do vizinho. Sem contar que fazer cobrança às pessoas que esquecem ou deixam de pagar o condomínio é outra grande dificuldade", conta.Empresas ajudam na administração

Para a empresária Itana Soares da Cunha, a melhor alternativa para economizar nos gastos do condomínio é implantar serviços de sensor de presença nos halls, balancear o aguamento do jardim e assim baratear os custos de água e luz. Proprietária da Compacta Administradora, empresa responsável pela administração de alguns condomínios da cidade, ela diz que umaumento como esse que está previsto - em torno de 10% - é impossível não repassar aos condôminos.

"É possível também mexer no quadro de funcionários, mas para alguns síndicos essa opção é inviável, já que aqui no Nordeste já existe o hábito de ter um quadro enxuto de porteiros e zeladores", completa. A idéia do "condomínio inteligente", proposta pelo contador Eduardo Pereira Caldas, também é...
tracking img