Administrador financeiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1098 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Teoria das Restrições
Pós graduação Gestão Estratégica de Custos

ORIGENS E OBJETIVOS
O começo de toda a teoria

Origem


Na segunda metade da década de 70 o físico israelense Eliyahu M. Goldratt percebeu de forma brilhante que poderia aplicar princípios das pesquisas científicas nas áreas de negocio, em especial na manufatura assim através da analise do ambiente de fabrica e suasdiversas variáveis, desenvolveu métodos e conseguiu resolver inúmeros problemas de forma simples e eficiente.



Aplicando preceitos da Física como a “Teoria do Caos” e relações de “Causa e Efeito”, esta nova metodologia ou maneira de encarar os problemas de chão de fabrica é o que definiu a gênese do que hoje se conhece como teoria das restrições.



A grande contribuição do Dr. Goldrattnão foi apenas criar uma metodologia superior aos tradicionais sistemas de manufatura mas o processo lógico de raciocínio usado por ele para abordar o problema, este processo permitiu a criação de outras metodologias dentro da TOC, e ainda disponibilizou um algoritmo genérico para resolução de problemas.

A Meta

O livro “ A Meta”


Goldratt escreveu vários livros sobre a TOC quemerecem destaque mas o precursor que foi responsável pela disseminação da TOC foi o livro “A Meta”, publicado em 1984, e escrito na forma de romance, mostra a dificuldade de um gerente de fabrica em administrar sua empresa e no decorrer da historia ele descobre a teoria de Goldratt e a empresa recupera a sua competitividade.

Definições
Podemos definir Teoria das Restrições, em seu conceito maisamplo, da seguinte forma: “Uma filosofia global de gerenciamento empresarial, com o propósito de promover a contínua otimização do desempenho esperado de qualquer organização que tenha uma META bem definida, através do enfoque das ações gerenciais nos elementos que a restringem.”

Princípios Básicos
  

Simplicidade Inerente (convergência) Consistência Respeito

Restrições
Restrições sãoo que comumente conhecemos como gargalo, ou seja o ponto onde a produção se afunila, é justamente este ponto que define a velocidade da produção, e onde deve estar focado os esforços gerenciais para eliminar esta dificuldade.  As restrições devem ser identificadas e solucionadas com decisões gerenciais que melhorem impactar sobre o processo.


Processo de raciocínio da TOC


1. 2. 3.Considerando de uma forma generalizada, a TOC fornece, principio, idéias ferramentas e processos, para nos ajudar a responder três perguntas básicas e fundamentais para o desenvolvimento dos processos são eles: O que mudar ? Para o que mudar ? Como causar a mudança

Processo de Melhoria Continua


A TOC sustenta a idéia de que é essencial focalizar os esforços de melhoria, no que foiidentificado como o elo mais fraco do processo, pois é ele que dita o ritmo do desempenho global, qualquer iniciativa para tentar reforçar o elo que não o mais fraco, não surtira benefícios sistêmicos.

Etapas da melhoria continua
Identificar as restrições do sistema.  Decidir como explorar as restrições do sistema.  Subordinar tudo à decisão acima.  Elevar as restrições do sistema.  Se numpasso anterior a restrição for quebrada, retorne ao primeiro passo para identificar novas restrições.


Indústria

Objetivo de toda empresa

LUCRO!!!!

Linha de produção

?

?

Linha de produção

25

30

15

20

24

 Identificando

as Restrições do sistema global.

Solucionando Restrição

25

30

35

20

24

 Ao

solucionarmos uma restrição devemosprocurar novas restrições no processo

Migração da Restrição

25

30

35

20

24

 Após

descoberta a nova restrição, devemos concentrar nossos esforços no novo gargalo.

Eliminando a nova restrição

25

30

35

30

24

E

assim por diante devemos retomar o primeiro passo do processo para identificarmos e eliminarmos todas as restrições.

Linha de produção...
tracking img