Administração

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2365 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DEFINIÇÃO E HISTÓRICO DAS TEORIAS ADMINISTRATIVAS
Teoria é o conjunto de suposições inter-relacionadas para explicar o
que se pretende, e depende da capacidade desta explicação para resolver
problemas concretos e prover uma base para planejar (LACOMBE, 2003).
No campo da Administração, de acordo com Lacombe (2003, p. 37),
as teorias são “um conjunto de princípios e prescrições que visamfacilitar a
realização dos objetivos das organizações e serão mais ou menos válidos na
medida em que isso efetivamente ocorrer”.
Cada teoria foi criada possuindo uma “abordagem” e, significa dizer
que, cada estudo que se transformou em uma teoria teve um enfoque, uma
maneira de enfatizar ou evidenciar os valores e relações econômicas,
sociais e políticas da época em que foram criadas.
SegundoMaximiano, (2007), as teorias administrativas são
conhecimentos organizados e produzidos pela experiência prática das
organizações e são fundamentadas como um conjunto de afirmações e
regras, feitas para formatar o que se verifica como realidade.
Algumas teorias que foram criadas contêm princípios de outras
teorias que são válidos atualmente, nas quais se baseiam, não as
eliminando, masacrescentando novas idéias. O administrador deve
conhecê-las, para ter condições de decidir adequada e acertadamente,
agregando novos valores aos seus conhecimentos.
O século XX trouxe consigo uma grande quantidade de Teorias
administrativas, e de acordo com Chiavenato (2003), as teorias mais
importantes e que mais contribuíram para o desenvolvimento das
organizações foram:
1916 – TeoriaClássica da Administração
1932 – Teoria das Relações Humanas.
1954 – Teoria Neoclássica da Administração
1909 – Teoria da Burocracia.
1947 – Teoria Estruturalista.
1957 – Teoria Comportamental.
1951 – Teoria dos Sistemas.
1972 – Teoria da Contingência
Provando o avanço revolucionário que a Ciência Administrativa
alcançou e para acompanhar as rápidas mudanças atuais, todas essas
Teorias foramdesenvolvidas buscando a adaptação necessária à
sobrevivência das organizações em geral.

EXERCÍCIOS / QUESTÕES
1. Na Administração, a definição de teoria é idealizada diferentemente
de outras ciências?
2. A prática tem a ver com as teorias administrativas?
3. Que fatos históricos importantes ocorreram no início do século XX,
juntamente com o surgimento das Teorias Administrativas. Pesquise.TEORIA CLÁSSICA
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM
Ao finalizar o estudo deste capítulo, o aluno deverá conhecer:
•A importância dos estudos de Taylor e Fayol para a Ciência
Administrativa.
•Os princípios que Taylor defendeu como mais importantes.
•As diferenças entre os estudos de Frederick Taylor e Henri Fayol,
explicitando ambos.
•Alguns pressupostos que Fayol estabeleceu que são abase da
Teoria Clássica.

ORIGENS DA TEORIA CLÁSSICA EM ADMINISTRAÇÃO
A Teoria Clássica, segundo Chiavenato (2003) está fundamentada na
escola que foi denominada de Administração Científica. Sua origem remonta
ao ano de 1903, ou seja, começo do século XX e após surgidas as
conseqüências da Revolução Industrial, que trouxe o crescimento acelerado
e desorganizado das empresas e a necessidadede aumentar a produção de
bens, reduzindo a imprevisão, melhorando a eficiência e aumentando a
competitividade.
Inicia-se, nesse período, a produção em massa, com o domínio dos
monopólios, principalmente nos Estados Unidos, e, com uma cadeia de
sucessivos acontecimentos, aumentou-se o número de assalariados nas
indústrias. Tornou-se urgente evitar o desperdício de materiais (insumos) eprogramar a economia de mão-de-obra.
Surge a divisão do trabalho, são fixados os padrões de produção,
descritos os cargos, determinadas as funções, estudados os métodos e
normas de trabalho, criando assim, condições econômicas e técnicas para o
surgimento do taylorismo e fordismo nos Estados Unidos e do fayolismo na
Europa, (CHIAVENATO, 2003).
Particularmente, e na história recente da...
tracking img