Administração

Páginas: 7 (1692 palavras) Publicado: 22 de abril de 2011
amdinistração de empresas
macroeconomia

Em resposta às questões (um, dois, três e quatro) propostas pelo docente responsável pelo desenvolvimento da disciplina economia política, organizamo-las em um texto, pois o assunto tratado entre elas é comum. Para a questão de número cinco redigimos um texto para cada autor proposto, tomando por base os conhecimentos adquiridos , bem como apostilautilizada em sala de aula.
Ao afirmar que os pilares da macroeconomia adotada desde janeiro de 1999 "...têm funcionado mais para assegurar a estabilização da economia do que para fomentar a produção e o investimento..." são explicitados no texto Círculo Vicioso1 os argumentos para fazer desta uma afirmativa verdadeira. Segundo o texto os pilares da política macroeconômica são: taxa de juros,superávit fiscal e taxa de câmbio. Ora, se a política econômica ancora-se nestes pontos torna-se perceptível que a maior preocupação desta política é controlar a inflação, omitindo incentivos à produção e aos investimentos. Isto explica o círculo vicioso em que vivemos, pois se há aumento de juros ocorrem, respectivamente quedas, no consumo, nos investimentos, na produção, no emprego, na renda e assimsucessivamente.
As expectativas inflacionárias podem reduzir os investimentos e bloquear o crescimento da economia, pois segundo Luiz Carlos Mendonça de Barros, em sua publicação no periódico diário Folha de São Paulo (25/06/2004), na manipulação para que as metas inflacionárias logrem êxito faz-se necessária à elevação da taxa de juro, que, como vimos anteriormente, provoca a queda dos investimentose nos leva ao círculo vicioso; Se estivermos neste círculo não há crescimento econômico, para que a economia cresça precisamos estar n’outro círculo, o virtuoso, que mais oportunamente explicaremos.
Neste texto o autor cita o pensamento de dois grupos, um chamado ricardiano e outro schumpeteriano. Para ele os ricardianos possuem análise simplista, repudiam a tecnologia , estimam a mão- de -obra, isto os identifica com os economistas clássicos, pois estes estabelecem que a riqueza depende do aumento da produtividade decorrente da divisão do trabalho e o que determina a inovação no estudo da economia política é o valor, resultado do trabalho humano. Mendonça de Barros se vale de um exemplo no qual explicita o pensamento ricardiano: eles acham um absurdo o Brasil possuir tecnologia ededicar recursos à construção aviões, estes radicais concebem a idéia de que o Brasil deveria ater-se somente em exportar soja e algodão, pois essa é sua vocação natural. Já os schumpeterianos identificam-se com a abordagem keynesiana pois este grupo apresenta visão do desenvolvimento capitalista como um processo de mudança cujo motor são as inovações que provocam a reorganização da atividadeeconômica.
O Crescimento da Economia Brasileira
A respeito do crescimento da economia brasileira abaixo o ponto de vista de três renomados economistas da Fundação Getúlio Vargas. Antes porém é imprescindível diferenciarmos crescimento de desenvolvimento econômico.
Crescimento Econômico – ocorre quando há aumento do PIB (produto interno bruto)
Desenvolvimento Econômico- ocorre quando o aumento do PIB émaior que o aumento da população, tem relação com a renda per capta.
YOSHIAKI NAKANO – exportações: a saída natural para o desenvolvimento rápido e sustentado.
Nakano relaciona a semi-estagnação econômica com o período do declino do ouro, meados do século XIX, onde rumamos a constituição de uma economia capitalista, que fora interrompida pela crise da dívida externa, nos recentes anos 80. Eleatribui à opção errônea da política econômica o medíocre crescimento da economia brasileira (2% ao ano), que após estabilizar-se não retomou o caminho do desenvolvimento. O autor indaga: "Qual foi o erro que cometemos?" 2
Como modelo primário exportador, que tem como uma de suas características a monocultura, o Brasil até conseguiu classificar a economia como a mais dinâmica entre as dez...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração
  • Administração

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!