Administração como ciência social aplicada e as questões ontológicas, epistemológicas e ideológicas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1744 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO

A psicologia aplicada à administração, para ser compreendida, pressupõe uma discussão mais ampla, em que os conceitos gerais de psicologia, de administração, de organização, de sociedade e de natureza humana deverão ser esclarecidos, bem como seus pressupostos ideológicos, suas inter-relações e sua decorrências.
A psicologia, como ciência que tem como objetivo o estudo do ser humano,quando aplicada à administração, para ser entendida, deverá considerar o seu objetivo, ou seja, ou seja, o estudo dos seres humanos no contexto da organização. Suas relações entre si e suas interações com esse cenário estruturado por valores, culturas, objetivos, hierarquia de poder, funções, processos organizacionais e tecnologia. Não se pode aplicara determinado conhecimento psicológico,determinada teoria e até mesmo técnicas psicológicas na administração, sem um comprometimento ideológico.
A administração, ao se propor uma ciência social, se preocupa antes com o quê e como fazer , em vez de com os porquês, seus pressupostos teóricos e ideológicos e suas conseqüências. Um grande exemplo disto são os modismos predominantes em dados momentos, com o uso de teorias e técnicas daadministração sem a análise dos seus pressupostos filosóficos epistemológicos, da natureza humana e da ideologia acerca da sociedade proposta.
No uso dessas técnicas e modelos gerenciais que “entram na moda”, limita-se a adequá-los à realidade local, sem se perguntar quais serão suas prováveis conseqüências a médio e longo prazo, tanto para a empresa como para os indivíduos e para a sociedade. Isso significaque o aumento da produtividade e a redução de custos observados em um primeiro momento podem encobrir danos futuros à sociedade como um todo, inclusive para a própria empresa, no que se refere à rentabilidade e à melhoria da qualidade de seus produtos e serviços.
Quando técnicas de gestão se fundamentam em pressupostos comportamentalistas de controle pelo condicionamento e/ou pela aprendizagemcognitiva social, trazem como conseqüência da capacidade criativa e inovadora do individuo sobre o qual se impôs essas técnicas e processos de gestão.
É um paradoxo que, sem dúvida, torna a administração uma área de conhecimento conservadora, superficial. Não se propõe questionar as teorias e seus pressupostos básicos o que limita ou mesmo impede o desenvolvimento e a geração de novas técnicasnessa área da atuação humana.
A superficialidade no tratar o conhecimento científico na administração leva-a a um reducionismo, maléfico aos indivíduos, às organizações e à sociedade. Isso possibilita os modismos mediante a importação de teorias e de técnicas desenvolvidas em outros contextos. Seus pressupostos básicos e as conseqüências socioeconômicas e políticas e suas implicações em contextosdiferenciados não são caracterizados e tampouco analisados.

SOCIEDADE

A ideologia da sociedade é um princípio maior que justifica e orienta a forma pela qual a sociedade se organiza de funciona: quem decide o quê, quem participa nesse processo de decisão, quem controla, quem usufrui os bens econômicos e socioculturais produzidos na e pela sociedade.
O tipo de sociedade e o pressuposto danatureza humana predominante são questões que se sobrepõe e que na realidade somente poderão ser compreendidas numa abordagem conjunta. Para que possamos entender a ideologia de uma sociedade, o que justifica a forma pela qual ela se organiza e funciona necessitamos responder o que o ser humano e sua essência para a sociedade. Do ponto de vista da natureza humana, o individuo poderá ser compreendidocomo: ser condicionado, ser inteligente e ser inteligente e livre.
Com ser condicionado, é resultante do meio externo, dos condicionamentos socioeconômicos e culturais e, portanto, comportar-se-á em função de estímulos externos e condicionamentos de natureza externa (Behaviorismo ou Comportamentalismo).
Com ser inteligente, é pensante; portanto, desenvolve um processo cognitivo: percebe,...
tracking img