Acordo bilateral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (273 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“Com que país você faria um acordo bilateral no campo energético se fosse presidente do Brasil?”

Sendo eu, presidente do Brasil, buscarei um acordo bilateral com aChina. Os motivos, como veremos, são diversos. Primeiramente, a China é hoje o segundo maior consumidor de petróleo do mundo e, embora produza parte voluptuosa destemontante, tem que importar bastante. Com a descoberta do ‘pré-sal’, entraríamos como forte fornecedor de petróleo aos chineses com preços de mercado compatíveis. Para rodar asengrenagens de um sistema com 1,4 bilhão de pessoas, o governo chinês fundamenta-se em uma matriz energética das mais poluentes do mundo, o carvão mineral. Poderemos,então, ajudá-los a buscar energias que substitua o carvão, mas sempre mantendo a relação custo-benefício, elemento vital à economia de mercado chinesa. Auxiliaremos emprogramas com biocombústiveis, por exemplo, e cooperaremos com troca de tecnologias a fim de se buscar e implantar, a longo prazo, energias mais limpas. Por fim, para um acordode tal porte, muito dinheiro estará envolvido, mas isso não será um grande empecilho para os dois principais ‘países emergentes’. A China destaca-se pelo seu altocrescimento econômico anual e o Brasil poderá seguir este mesmo caminho. Diante destes principais fatos, é inegável que um acordo com os chineses é de grande importância einteresse de ambas as nações, e ainda estreita os laços comerciais, fortalecendo cada vez mais blocos comerciais. Logo, eu, como presidente do Brasil, não posso deixar passaresta oportunidade. Afinal, temos que fazer jus às estimativas dos especialistas, “Brasil, o país do futuro”. Este acordo é o primeiro grande passo para tal feito.

tracking img