ACONSELHAMENTO

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1038 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SEMINÁRIO TEOLÓGICO SERTANEJO JUVEP
MÓDULO: ACONSELHAMENTO


INTERVENÇÃO NUMA CRISE





Aluno
Edivan Pinheiro Leandro




Cajazeiras
Agosto de 2013




Segundo o autor Gary R. Collins, para que possamos intervir em uma crise devemos observar alguns aspectos primordiais, analisando cada caso separadamente, pois não há fórmula mágica ou ferramentasinfalíveis para resolvermos todos os casos, mesmo que possuam as mesmas características, por se tratarem de pessoas diferentes.
O primeiro ponto e de fundamental importância para alcançarmos um aconselhamento eficaz é a aproximação do nosso aconselhado. Fazendo o contato e estreitando os laços para criarmos uma relação de confiança, solicitude e transparência, pois só assim teremos condições deouvir o caso de forma espontânea e em seguida passarmos ao segundo passo que seria reduzir a ansiedade. Ponto no qual devemos ter um foco todo especial, já que esse é o princípio do tratamento. Encarar o problema e trazê-lo a tona, ao contrario do que muitos adeptos da crença de que fugir do problema ou mudar o foco do mesmo irá trazer um alento, fará, segundo o autor um efeito positivo, já quesomente assim teremos como identificar as emoções e reações sentidas pelo aconselhado ao falar do caso em questão. As poucas coisas que podemos fazer enquanto ajudadores é trazer palavras de consolo das escrituras e orar com o ajudado, não deixando de ouvir sempre para tratarmos da ferida e não apenas a cobrirmos.
Conduzir a conversa para um caminho no qual possamos descobrir alguns pontoscomo onde começou o problema e por que, é uma tarefa não tão fácil quanto parece, já que se fizermos isso em um tom de indagação podemos afastar o aconselhado e até mesmo reprimi-lo antes mesmo de conseguirmos trata-lo.
Reduzir a ansiedade pode significar um fardo para ambos por se tratar de resolver o problema em si, pois quando eliminamos a ansiedade e concluímos junto com o ajudado que háesperança para o seu caso e que é possível sair da crise, damos passos largos para um desfecho feliz. No entanto se falarmos ou fizermos algo precipitadamente e sem a direção do Espírito Santo podemos pôr tudo a perder.
Quando conseguirmos um diálogo direto com o aconselhado, devemos encaminhar a conversa para obtermos o máximo possível de informações sobre tudo, sentimentos e pensamentos,situações e aspirações, para que a partir daí possamos triar o que é problema real e quais são aqueles que podem ser tratados apenas como questão passageira e sem tanta relevância. Com base em tudo isso é preciso muita dedicação e direção para traçar alternativas possíveis para resolução do caso, e é claro ouvir também do aconselhado algo que ele mesmo sugira para ajudar-se. Em meio ao uma crise aspessoas tendem a se tornarem sugestionáveis, mas podemos trazer uma mentalidade realista e prática para ajuda-las.
É imprescindível que mobilizemos a comunidade cristã (a igreja) em oração, se for do consentimento do aconselhado para que o mesmo perceba sua importância e se sinta sustentado, além do que o poder da oração nunca terá contra indicações em qualquer que seja o caso.



Por muitasvezes o auxiliado já possui a solução para o seu problema, no entanto não possui a habilidade ou a coragem para tomar a decisão sem ter a certeza das consequências ou benefícios da tomada da mesma. Aí o papel do ajudador será fundamental para o encorajamento dessa pessoa. No entanto não podemos tomar uma postura alheia a essa decisão, mas nos fazermos presentes e participantes, nos preocupando como resultado da mesma.
Como vimos, todas as situações precisam passar por uma fase fundamental do processo de resolução que é o da aceitação. Aceitar algo como a perda de um parente ou a notícia de um diagnóstico de doença terminal é, muitas vezes a parte mais difícil do processo. Assim como a cura, a aceitação leva um tempo e, quase sempre é dolorosa. Essa aceitação se torna bem mais fácil...
tracking img