Acidentes com material biologico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1956 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
FACULDADE DE ENFERMAGEM
ESPECIALIZAÇÃO MULTIPROFISSIONAL
EM SAÚDE DO TRABALHADOR




ACIDENTES DE TRABALHO: UMA ABORDAGEM DAS CONDUTAS DOS TRABALHADORES DO CAIS JARDIM CURITIBA – GOIÂNIA





Professora Maria Alves Barbosa

Disciplina de Metodologia Científica

GRUPO 05:
Andreia Gomes Roma
Cecília Angelina da Silva Neta
Cristina Borges GracianoDanila Corrêa Damásio
Thalita Cristina Di Stival






Goiânia – GO
2010










UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
FACULDADE DE ENFERMAGEM
ESPECIALIZAÇÃO MULTIPROFISSIONAL
EM SAÚDE DO TRABALHADOR












Pré-projeto apresentado na Disciplina de Metodologia Científica como requisito básico para a apresentação do Trabalho de Conclusão de Cursodo Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde do Trabalhador.




Orientador (a):
(Tamanho arial ou times 10/ Recuo 4 cm)





















SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO – TEMA E PROBLEMATIZAÇÃO 3
2. JUSTIFICATIVA 5
3. OBJETIVOS 6
3.1 GERAL 6
3.2 ESPECÍFICOS 6


4. METODOLOGIA DA PESQUISA 7

5. CRONOGRAMA 7

REFERÊNCIAS 81-INTRODUÇÃO
Com as mudanças nas relações de trabalho nos diversos e diferentes setores de produção e serviços; trazidos pela revolução industrial e, mais recentemente, pela globalização da economia; produziram (e continuam produzindo) forte impacto na vida e saúde de um grande número de trabalhadores, sejam formais, informais ou aqueles que estãodesempregados.
A globalização trouxe a segmentação das cadeias produtivas, contribuindo para alterar as características do trabalho e do emprego, como a precarização das condições de trabalho, a informalização das relações de trabalho e o desemprego. Estes fatores refletem no perfil epidemiológico do país, com nítidas repercussões para a saúde dos trabalhadores. Nesse cenário, o perfil das doençasrelacionadas ao trabalho sofre modificações constantes exigindo novas abordagens na área de saúde do trabalhador, tanto com relação à vigilância quanto nos aspectos da atenção médica, sendo necessária uma maior aproximação entre as áreas de pesquisa e de serviços.
Com isso, faz-se importante e necessário efetuar ajustes no conceito de “processo de trabalho” que permita entender e descrevermelhor determinadas realidades encontradas nas novas relações de trabalho formal e, também, construir novos conceitos e categorias para a compreensão adequada do universo de trabalhadores sem vínculo formal e os desempregados.
A III Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador teve um marco importante no avanço às discussões e reflexões sobre Saúde do Trabalhador reforçando as dimensõescrescentes dessa política, publicando que é direito a garantia da proteção da saúde e segurança do trabalhador (SANTANA, 2009).
No Brasil, várias pesquisas vêm sendo realizadas sobre acidentes de trabalho, apresentando não apenas estimativas de morbimortalidade, mas também fatores de risco, determinantes sócio-economico, fundamentais para a reflexão e compreensão das especificidades desseseventos, em seu contexto, e a promoção de ações efetivas (SANTANA, 2009).
O acidente de trabalho refere-se ao acidente ocorrido pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, o qual provoca lesões corporais ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho. Os dados estatísticos indicam que no Brasil, dos 376.240 agravosocupacionais registrados no ano 2000, 81% resultaram em incapacidade temporária, 4% em incapacidade permanente e 1% em óbitos. Na Bahia, em 2000, analisando-se todos os benefícios concedidos por problemas de saúde pela Previdência Social, observou-se que 9,6% dos acidentes de trabalho causaram incapacidade permanente total. Embora sejam conhecidas estatísticas de acidentes de trabalho e suas...
tracking img