Acidente de trabalho

A psicologia da segurança e prevenção dos acidentes de trabalho*
A Psicologia se apropria de aspectos peculiares do comportamento humano: atenção, percepção, cognição, afetividade, emoção,pensamento, linguagem, etc. Estuda processos mentais e fenômenos psicossociais, entre outros. No entanto, encontramos outros profissionais utilizando-se destes temas e, muitos deles, com merecido respeito àseriedade com que os tratam. Alguns o fazem por não encontrar quem atenda sua necessidade contextualizada à natureza de sua atividade. Um exemplo disso, é a carência vista entre os profissionais quetrabalham com a prevenção dos acidentes de trabalho. O desenvolvimento tecnológico de métodos preventivos revela uma lacuna entre a interação deste enriquecimento e o lado humano do trabalho.

É horade resgatar e mostrar, com a profundidade que nos cabe, a nossa contribuição para outros contextos do mundo do trabalho, como este. Profundidade que se pode alcançar ao tratar a Psicologia deSegurança sobre os seguintes enfoques: teórico, diagnóstico e de intervenção.
No âmbito teórico, a contribuição se dá pela construção de modelos de compreensão utilizados, por exemplo, para explicar eprognosticar condutas seguras e inseguras. Este modelo é como uma representação da realidade observada.

O diagnóstico, se encarrega de traçar procedimentos operacionais que possibilitem análises de umdeterminado contexto. Certamente, um diagnóstico bem realizado, será diretamente proporcional à melhor avaliação da possibilidade de intervenção e escolha de um plano de ação mais adequado.

Aintervenção invoca uma atenção especial. Os seguidores das Ciências Humanas devem estar atentos ao encadeamento destes três âmbitos propostos, respeitando sua inter-relação determinante para a escolha detécnicas adequadas que levam ao sucesso de uma intervenção.

A prática que vemos hoje nas empresas retrata o avanço tecnológico alcançado pelos equipamentos de prevenção. Isto se deve ao trabalho de...
tracking img