Acidente ambiental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (481 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Acidente na Baía da Babitonga: Pescadores ainda não receberam indenização
Sergio Sestrem

A mais antiga colônia de pescadores de Joinville com cerca de 60 associados, situada no Morro do Amaral,passa por uma situação complicada: a maioria deles ainda não recebeu a indenização pelo naufrágio do barco da empresa Norsul, ocorrido em 30 de janeiro deste ano.

Carregado com bobinas de aço, onavio imergiu na entrada do Porto de São Francisco do Sul, espalhando óleo no mar e impedindo temporariamente a atividade pesqueira nos municípios banhados pela Baía da Babitonga. Na época, todos ospescadores e maricultores da região atingida haviam sido proibidos de tirar o seu sustendo das águas.

Logo após o acidente, os Ministérios Públicos Estadual e Federal exigiram da empresa o cumprimentode um termo de ajustamento de conduta [TAC], que previa o pagamento da indenização às comunidades pesqueiras prejudicadas. Cerca de 690 pescadores dos municípios de São Francisco do Sul, Garuva,Araquari e Itapoá foram cadastrados e receberam R$ 1,5 mil reais durante dois meses para pescadores ou três meses para catadores [maricultores].

Porém, a maioria dos pescadores da localidade do Morro doAmaral não teve a mesma sorte. Segundo o pescador João do Amaral, 45 anos, que desde os 10 anos vive da atividade, na época, um representante da Norsul chegou a visitar a comunidade, mas negou aospescadores o direito de receber as verbas alimentares, alegando “não viverem da pesca”.

Muitos deles contrataram advogados e recorreram à Justiça para receber a indenização, mas aguardam até hoje. Ocaso está tramitando na Justiça Federal e pode se arrastar “por anos”, segundo comentou outro pescador prejudicado.

Desde fevereiro, as dificuldades financeiras afligem os pacatos pescadores daregião. “Já vai pra dez meses essa situação e tem muito pai de família desesperado. Muitos fizeram dívida com redes na esperança de serem indenizados, mas até agora nada receberam”, desabafa o pescador...
tracking img