Acesso movel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 44 (10925 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Acesso móvel
Com a atualização das redes das operadoras para os padrões 3G, elas passaram a enxergar o filão do acesso móvel como uma forma de aumentar os lucros. Inicialmente, os planos de dados eram muito lentos e caros e serviam apenas como uma conexão de emergência. Mas, com a introdução de planos mais rápidos e mais baratos, o acesso móvel se transformou em uma alternativa atrativa deacesso para profissionais móveis e para quem mora em locais distantes, que não são atendidos por outras formas de acesso rápido. Este tutorial explica as tecnologias disponíveis e ensina como conectar usando um smartphone ou modem 3G, tanto no Windows quanto no Linux.
Inicialmente as conexões usando o celular eram incrivelmente lentas e caras, mas a migração das redes para o sistema digital abriucaminho para novos protocolos de transmissão, que tornaram as conexões de banda larga através das redes móveis uma realidade.
Junto com o aumento nas velocidades de transmissão, o custo do acesso caiu bastante. Até pouco tempo atrás, a tarifa "normal" para o acesso via GPRS ou CDMA na maioria das operadoras era de R$ 5 a R$ 6 por MB transferido, chegando a absurdos R$ 15 por megabyte nos planospré-pagos.
Com preços como esses, apenas os mais intrépidos usavam as conexões, navegando através do próprio celular, usando navegadores móveis como o Opera Mini, ou proxys que otimizam as páginas e reduzem o volume de dados transferidos, como o http://www.google.com/gwt/n.
Percebendo que poderiam ganhar dinheiro vendendo acesso à web, as operadoras modernizaram as redes e passaram a oferecer planoscom quotas mais generosas de tráfego, ou mesmo tráfego ilimitado, usando ou o próprio celular (ligado ao PC via cabo, ou via Bluetooth) ou, usando um modem USB ou PC-Card.

Apesar das melhorias, as conexões via celular ainda trabalham com velocidades bem inferiores às permitidas pelo acesso via ADSL ou cabo, sem contar que a latência da conexão é muito mais alta e a velocidade varia muito, deacordo com a região e o horário.
Um dos problemas fundamentais é que cada antena de transmissão dispõe de uma quantidade limitada de banda, que é compartilhada entre todos os usuários conectados a ela. Com isso, as operadoras são obrigadas a limitar o tráfego de dados, seja limitando a velocidade, seja estabelecendo quotas de tráfego, de forma a limitar o uso e, assim, evitar a saturação da rede.Ainda assim, o acesso via 3G é uma opção tentadora para quem passa muito tempo em trânsito e precisa de uma conexão disponível em qualquer lugar. Vamos então a um resumo das opções disponíveis.
As conexões móveis estão se tornando as sucessoras do acesso discado, no sentido de que estão disponíveis em praticamente qualquer lugar, atendendo até mesmo as áreas mais afastadas, onde outrasmodalidades de acesso não estão disponíveis. Elas fazem também alegria de quem precisa de uma conexão contínua em qualquer lugar, para trabalhar ou manter contato com os amigos.
Entretanto, nem sempre foi assim. Na época dos celulares analógicos (1G), a única forma de acessar a web através do celular era ligá-lo a um modem discado e acessar através dele. Como a qualidade da chamada era ruim, a conexãofuncionava a no máximo 2.4 kbits, uma velocidade comparável com a dos modems do início da década de 1980.
Essas conexões eram usadas por alguns pioneiros para ler e-mails e trocar mensagens rápidas quando estavam em lugares afastados, onde nenhuma outra forma de conexão estava disponível. Em geral, era um pouquinho mais rápido do que escrever em papel e mandar pelo o correio... :) As coisasmudaram a partir da introdução das redes GSM e CDMA 2000, que trouxeram o GPRS, EDGE, 1xrtt, EVDO e, mais recentemente, com a implantação das redes 3G, também o WCDMA e o HSDPA/HSUPA.
O GSM (Groupe Spécial Mobile, mais tarde renomeado para Global System for Mobile) surgiu da união de vários países Europeus, em torno da idéia de criar um padrão unificado de telefonia, capaz de substituir os diversos...
tracking img