Acento diferencial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (365 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Acento Diferencial

Foi suprimido o acento diferencial em palavras homônimas.

Exemplos:

pára/para ---> para
pêlo/pelo ---> pelo
pêra/pera ---> pera

*Atenção*

Esta regra do acentodiferencial desapareceu, exceto para:

- O verbo poder : o acento será usado para diferenciar passado e presente.

Ela não pôde usar ontem, mas hoje pode.

- O verbo pôr: para diferenciar o verbo dapreposição

Vamos por ali.
Vamos pôr sapatos.

- Ter e vir e seus derivados (obter, manter, intervir)

Na terceira pessoa do singular usa-se o acento agudo. Na terceira pessoa do plural dopresente, o circunflexo.

Exemplos:

Ele obtém, detém, mantém
Eles obtêm, detêm, mantêm

- Parar: perdem o acento as palavras compostas com este verbo

Exemplos:

pára-raios ---> para-raiospára-choque --->para-choque

- Fôrma: O acento será opcional para diferenciar forma (maneira, jeito) de fôrma (utensílio de cozinha).

Exemplos:

Fôrma de bolo
Forma de pagamento
O acentodiferencial
Não se coloca acento diferencial nas palavras homógrafas
heterofônicas: acordo (subst.), acordo (verbo); almoço (subst.),
almoço (verbo); jogo (subst.), jogo (verbo).
Noentanto, o acordo registra algumas exceções. É obrigatório o
acento diferencial em:
• pôde (pretérito perfeito) para distinguir de pode (presente do
indicativo); • pôr (verbo) paradistinguir de por (preposição).
É facultativo o acento diferencial em:
• dêmos (1ª pessoa do plural do presente do subjuntivo) para
distinguir de demos (1ª pessoa do plural do pretéritoperfeito);
• fôrma (substantivo) para distinguir de forma (substantivo e
verbo).
Comentário
O Novo Acordo simplificou ainda mais a Lei a
0
5.765, de 18 de
dezembro de 1971,que havia abolido a maioria dos acentos
diferenciais.
Observe que, na prática, teremos apenas dois acentos
diferenciais obrigatórios (pôde e pôr) e dois facultativos (fôrma e
dêmos)....
tracking img