Aborto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (983 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Aborto

O aborto é visto como prática ilegal no Brasil, na maioria dos casos.
ASPECTOS HISTÓRICOS
O aborto é tão antigo como a própria humanidade. O Código de Hamurábi (cerca de 1700 a.C.) já oproibia, dispondo sobre indenizações.
No Êxodo, no segundo livro do Pentateuco, lê-se no cap. 21, vs. 22 a 25: “Se homens brigarem e ferirem mulher grávida, e forem causa de que aborte, porém, semmaior dano, aquele que feriu será obrigado a indenizar segundo o que lhe exigir o marido da mulher; e pagará como os juízes lhe determinarem. Mas, se houver dano grave, então, darás vida por vida, olhopor olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé, queimadura por queimadura, ferimento por ferimento, golpe por golpe”.
CIENTÍFICOS
Recorda-se que os alegados “critérios científicos” deverãoexplicar porque se pode abortar até à semana X e não depois disso.
Os candidatos a critérios médicos mais vulgares são: fecundação, início da síntese de proteínas, inicia da divisão celular, nidação,coração a trabalhar, cérebro a trabalhar, sentir dor, parecer bebé, 12 semanas, 16 semanas, 20 semanas, 22 semanas, a mãe sente o bebé, viabilidade, nascimento, primeiro suspiro.
O primeiro “critério” não éum critério de aborto visto que antes da fecundação não há ninguém para abortar. Os outros sim: são genuínos candidatos a “critérios médicos” pró-aborto.
A lei do aborto aprovada na Assembleia daRepública estabelece uma série de prazos dentro dos quais a prática do aborto está despenalizada.
SOCIAIS
A opinião sobre o aborto seguro divide a população brasileira. Uma pesquisa feita pelo IBOPEno ano de 2007[1] a respeito do aborto na sociedade encontrou as seguintes porcentagens: Ao serem perguntadas se concordavam ou não com a postura da Igreja Católica que condena o aborto, 59% daspessoas entrevistadas discordaram dessa postura; 74% concordaram com o aborto em casos de fetos anencefálicos; e 47% discordaram da condenação e da prisão de mulheres que fazem abortos por problemas...
tracking img