Aborto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1189 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Aborto

Um aborto ou interrupção da gravidez é a remoção ou expulsão prematura de um embrião ou feto do útero resultando na sua morte ou sendo por esta causada. Isto pode ocorrer de forma espontânea ou artificial provocando-se o fim da gestação e consequentemente o fim da vida do feto, mediante técnicas médicas cirúrgicas entre outras. Após 180 dias (seis meses) de gestação, quando o feto já éconsiderado viável o processo tem a designação médica de parto prematuro. O aborto, entretanto pode continuar a ser utilizada em geral, quando refere-se á indução da morte do feto.

Situação mundial
210 milhões de gestações ocorrem a cada ano no mundo 46 milhões (22%) terminam em aborto induzido, dos quais: 20 milhões são abortos praticados sob condições de risco, sendo 99% realizados nospaíses em desenvolvimento.

Aborto no Brasil
Atualmente o aborto no Brasil é considerado crime, exceto em duas situações: de estupro e de risco de vida materno. A proposta de um Anteprojeto de lei que está tramitando no Congresso Nacional, alterando o Código Penal, incluindo uma terceira possibilidade quando da constatação anomalias fetais.

Tipos de Aborto

Aborto Provocado
É todo aquele quetem como causador um agente externo que pode ser um profissional ou um leigo que utiliza as seguintes técnicas;

Por envenenamento Salino: Extrai-se o líquido amniótico dentro da bolsa que protege o bebê. Introduz-se uma longa agulha através do abdômen e injeta-se em seu lugar uma solução salina concentrada.
O bebê ingere esta solução que causará a morte em 12 horas por envenenamento,desidratação, hemorragia do cérebro e outros órgãos. Esta solução salina produz queimaduras graves na pele do bebê. Algumas horas mais tarde, a mãe começa “o parto” e da a luz a um bebê morto ou moribundo, muitas vezes em movimento. Este método é utilizado depois da 16° semana de gestação.

Por Sucção
Insere-se no útero um tubo oco que tem uma ponta afiada. Uma forte sucção (28 vezes mais forte que ade um aspirador doméstico) despedaça o corpo do bebê que está se desenvolvendo assim como a placenta e absorve “o produto da gravidez” (ou seja, o BEBÊ), depositando-o depois em um balde. O abortista introduz logo uma pinça para extrair o crânio, que costuma não sair pelo tubo de sucção, algumas vezes as partes mais pequenas do corpo do bebê podem ser identificadas. Quase 95% dos abortos nos paísesdesenvolvidos são realizados desta forma. mostrar imagens

Por dilatação e curetagem
Neste método é utilizado uma cureta ou faca proveniente de uma colher afiada na ponta com a qual vai-se cortando o bebê em padaços com o fim de facilitar sua extração pelo colo da matriz. Durante o segundo e terceiro trimestre da gestação o bebê é já grande demais para ser extraído por sucção então utiliza-seo método chamado dilatação e curetagem. A cureta é empregada para desmembrar o bebê, tirando-se logo do fórceps. Este método está se tornando o mais usual. Imagem

Por D e X ás 32° semanas
Este é o método mais espantoso de todos, também é conhecido como nascimento parcial. Costuma ser feito quando o bebê se encontra já muito próximo de seu nascimento. Depois de ter dilatado o colo uterinodurante três dias cuidando-se por ecografia, o abortista introduz algumas pinças e agarra com elas uma perninha, depois a outra, seguida do corpo, até chegar aos ombros e braços do bebê. Assim extrai-se parcialmente o corpo do bebê como se este fosse nascer, salvo que deixa-se a cabeça dentro do útero. Como a cabeça é grande demais pasa ser extraída intacta, o abortista enterra algumas tesouras nabase do crânio do bebê que esta vivo, e as abre para ampliar o orifício. Então insere um catéter e extrai o cérebro mediante sucção. Este procedimento faz com que o bebê morra e que sua cabeça se desabe. Em seguida extrai-se a criatura e lhe é cortada a placenta.

Por Operação Cesárea
Este método é exatamente igual a uma operação cesárea até que se corte o cordão umbilical, salvo que em vez...
tracking img