Abelhas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1087 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Abelha-rainha
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
[pic]
[pic]
Uma abelha-rainha e suas ajudantes em uma colméia.
[pic]
[pic]
Larvas de rainhas em células cheias de geléia-real.
[pic]
[pic]
Célula suspensa de uma abelha-rainha em uma secção de colméia.
O termo abelha-rainha é comumente utilizado para se referir a uma abelha adulta e fértil, sendo ela,normamelmente, mãe de todas as outras abelhas da colméia.[1] As rainhas se desenvolvem a partir de larvas criadas em células especiais, construídas pelas operárias e preparadas especialmente para formar um indivíduo sexualmente maduro (as operárias são inférteis). Normalmente existe uma única rainha em cada colônia.
|Índice |
|[esconder]|
|1 Desenvolvimento |
|2 Reprodução |
|3 Atribuições da rainha |
|4 Substituição |
|5 Rainha jovem |
|6 Identificação |
|7 Referências|


[pic][editar] Desenvolvimento
|Metamorfose da abelha-rainha |
|Ovo |eclode no 3º dia |
|Larva (vários estágios) |de 3 a 8,5 dias |
|Casulo |aproximadamente 7,5 dias |
|Pupa |de 8 dias atéeclosão |
|Eclosão |de 15,5 a 17 dias |
|Vôos nupciais |de 20 a 24 dias |
|Produção de ovos |a partir do dia 23 |


Quando as condições são favoráveis para uma divisão da colônia ou quando a atual rainha começa a envelhecer, as operárias iniciam odesenvolvimento de novas rainhas. A rainha se desenvolve a partir de um ovo (algumas vezes a partir de larvas extremamente jovens) idêntico aos que dão origem a novas operárias. O desenvolvimento se diferencia devido à alimentação exclusiva através da geléia real, rica em proteínas e hormônios, produzida a partir de glândulas presentes na cabeça das operárias. Todas as larvas são alimentadas com um poucode geléia real, mas somente as futuras rainhas se alimentam exclusivamente dela. Em conseqüência da dieta diferenciada, a rainha se desenvolve em um adulto sexualmente maduro, ao contrário das operárias.
As rainhas se desenvolvem em células especiais, mais largas que as convencionais e construídas na vertical.
Como a larva da rainha se desenvolve pendurada de cabeça para baixo, as operáriastampam a célula com cera. Quando pronta para emergir, a nova rainha faz um corte circular ao redor da cobertura da célula. Células abertas ao lado indicam que a nova rainha foi, provavelmente, morta por uma rival.
Quando uma jovem rainha emerge, ela irá perseguir e tentar matar suas rivais. Ao contrário das outras abelhas, o ferrão da rainha não é ciliado. Ela pode picar o quanto quiser sem morrerpor causa disto. Em certas circunstâncias, como durante a cisão de uma colônia, as operárias podem isolar as rainhas para impedir um confronto, permitindo a formação de uma nova colônia.
[pic]
[pic]
Célula de uma rainha aberto para visualização da pupa.
[editar] Reprodução
Quando restar apenas uma rainha jovem na colônia, ela realizará o seu vôo nupcial, onde será fecundada por 12 a 15 zangões.Se as condições climáticas forem desfavoráveis, ela pode realizar outros vôos até completar o ato nupcial. A rainha guarda o esperma dos zangões em sua espermateca. Ela liberará esse esperma aos poucos, pelos seus 2 a 7 anos restantes de vida.
A rainha jovem possui um tempo limitado para acasalar. Se ela ficar impossibilitada de voar por um longo período se tornará infértil, o que resulta,...
tracking img