Ação indenização

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3114 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito do Juizado Especial Cível da Comarca de ........................












...................... qualificação, por sua advogada que esta subscreve, mandato anexo, vem, respeitosamente, à presença de V. Ex.a, propor a presente ação Declaratória de REPARAÇÃO POR DANOS MORAIS C/C OBRIGAÇÃO DE FAZER em face de RICARDO ELETRODIVINÓPOLIS LTDA, empresa estabelecida na Rua Goiás, nº 513, Centro, na Cidade de Divinópolis, Estado de Minas Gerais, CEP 35500-001, inscrita no CNPJ sob o nº. 64.282.601/0022-41; pelos fatos e fundamentos expostos adiante.

1 - DOS FATOS
A autora adquiriu em 22/02/2012 na loja Ricardo Eletro de Divinópolis um aparelho denominado “Auto Rádio Owni, pelo valor de R$ 74,32(setenta e quatro reais e trinta e dois centavos), além de ter pago o valor de R$ 29,00 (vinte nove reais) para garantia do produto e R$ 5,99 (cinco reais e noventa e nove centavos) pela garantia extendida até 23/08/2013, conforme comprova-se por meio de cópia do Cupom Fiscal e Relatório Gerencial.
Ocorre que quando foi instalar o produto no veículo, este não funcionou, motivo pelo qual aautora se dirigiu até a Requerida para efetuar a troca e foi informada que não poderia trocar, tendo que encaminhar para a assistência técnica.
Desse modo, a autora efetuou uma reclamação junto ao PROCON, na cidade de Divinópolis, mas foi informada que deveria ajuizar a ação competente.
Porém, resolveu procurar novamente a Requerida e novamente, mandaram encaminhar para aassistência técnica, o que foi realizado na data de 27/03/2012 para WG Eletrônica.
Ao comparecer à assistência técnica da requerida, a promovente postulou pela troca do aparelho defeituoso por um novo da mesma marca e modelo, sendo que a referida assistência apenas providenciou os reparos no aparelho, informando que não poderia fazer a troca do produto em questão, mesmo estando nagarantia, pois quem deveria fazê-lo era a Requerida.
Contudo, apesar de terem sido efetuadas as trocas das peças do aparelho e da assistência técnica ter garantido que não haveria mais falhas com o referido aparelho, o mesmo começou apresentar problemas de chiados no som.
Em razão disso a Requerente entrou em contato com a Requerida para que esta efetuasse a troca, mas disse quenão poderia efetuar a troca. A Requerente questionou, pois o aparelho se encontra no período de garantia, tendo inclusive efetuado pagamento adicional para cobertura de garantias, mas a Requerida manteve irredutível.
A autora insistiu pela substituição do aparelho em questão por um novo ou pela devolução dos valores pagos, o que lhe foi negado novamente.
A atitude dapromovida, contrariando a Lei consumerista, acarretou à autora enormes constrangimentos e desconfortos, lhe causando estresses e angústia, se sujeitando à situação humilhante e vexatória de quase implorar para receber um aparelho em perfeito estado de uso, o que jamais ocorreu.
Ademais, a postura ilícita da demandada está na iminência de acarretar enorme dano à autora.
Ademais,o aparelho da demandante dentro do período de garantia de 01 (um) ano foi conduzido à assistência técnica da demandada sem que tivesse recebido os reparos de forma satisfatória, mostrando o desrespeito da requerida para com a requerente e a desqualificação do modelo do aparelho em tela, o que motiva a promovente em postular o recebimento da quantia paga pelo mesmo ou pelo recebimento de umaparelho de igual valor, porém em condições de funcionamento.
Outrossim, a situação acima narrada demonstra que não se trata de mero aborrecimento causado à demandante, pois teve que se deslocar até a assistência técnica da requerida, bem assim de deslocou até a Requerida por diversas vezes, atrapalhando os seus compromissos, pois é servidora pública municipal e cumpre horário de trabalho,...
tracking img