Ação de Guarda com Pedido de Tutela Antecipada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2012 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de julho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA __ VARA CÍVEL DA COMARCA DE CARAPICUÍBA – SP,





















xxxxxxxxxxxx, brasileiro, casado, atleta, portador do RG n°. xxxxxxx e inscrito no CPF/MF sob o n°. xxxxxxxxxxxxxx, com endereço na Avenida xxxxxxx, n.° xxx, Centro, Carapicuíba, SP, vem, por seus advogados regularmente constituídos, com respeitoimanente, a digna presença de Vossa Excelência, ajuizar a presente

AÇÃO DE REGULAMENTAÇÃO DE GUARDA COM PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA

em face de xxxxxxxxxxx, brasileira, solteira, do lar, residente e domiciliada na Avenida xxxxxx, n.º xxxxx, Centro, Carapicuíba, SP, pelos motivos de fato e de direito que passa a aduzir:



1. Escorço necessário

O autor, além de disciplinado atleta,sempre foi o gestor de uma academia de ginástica e lutas localizada nesta comarca.

Há aproximados dois (2) anos atrás, conheceu a ré em uma das aulas que rotineiramente ministrava, iniciando intensa amizade.

O estreitamento das afinidades culminou no relacionamento sob o mesmo teto, e no festejado nascimento do menor xxxxxxxxxxxx, ocorrido no dia xx/0x/20xx.

Lamentavelmente osonho do autor em constituir sólida estrutura familiar malogrou, por conta da inadequada postura adotada pela ré, como será adiante esmiuçado.

2. Conturbado início de relacionamento

O início do convívio, em que pese à paixão nutrida pela ré, fora permeado por uma realidade até então ignota e surpreendente, mas que não obstou a crença do autor na certeza da felicidade do casal.A ré, desde muito jovem, com aproximados treze (13) anos, abandonou o seio familiar para vivenciar livremente o que entendia ser o “lado bom da vida”, segundo sua própria definição.

Mesmo com a dura intervenção materna jamais retornou ao lar, vivendo como se nômade fosse, em casa de amigos e desconhecidos.

Além das dificuldades experimentadas por opção, aré relatou ao autor na intimidade que iniciou sua vida sexual aos onze (11) anos de idade, tendo, inclusive, sido vítima de abusos na adolescência.



Abalado emocionalmente com o peso das declarações, mas imbuído do nobre sentimento de generosidade e fé em suas crenças religiosas, o autor tomou para si a responsabilidade pelo restabelecimento moral da ré.

No entanto todoesforço se perdeu, restando o amor e a dedicação ao filho do casal.

3. Dificuldade da ré em manter conduta retilínea

Transcorridos poucos meses do convívio, a ré passou a demonstrar a ausência de capacidade para se portar de modo aceitável em sociedade.

As brigas eram constantes, e as separações e reconciliações de igual forma ocorriam com freqüência.

A ré passou a ingerirbebidas alcoólicas diuturnamente e a se ausentar do lar conjugal sem esclarecer o seu real paradeiro, retornando, por vezes, após dias.

Neste período também surpreendeu o autor ao declarar que estava utilizando drogas, e por essa razão não sentia satisfação em cuidar da casa e do companheiro, preferindo, como sempre, o que entende ser o “lado bom da vida”, termo utilizado habitualmente pelaré.

Em duas oportunidades o autor resgatou a ré de dentro de uma danceteria, freqüentada por pessoas de índole igualmente duvidosa, em estado avançado de perturbação psíquica, causada segundo a ré por substância ilícita.

Mesmo ante toda provação a que fora submetido, o autor jamais se desviou do seu objetivo de constituir família ao lado da ré e dos filhos que pretendia ter.4. Nascimento do filho – expectativa de novos horizontes

Inesperadamente, em meio a tantas adversidades, a ré engravidou.

No início não reagiu bem ao fato, chegando a cogitar a interrupção da gestação, o que fora descartado de plano pelo autor, que acreditava que a gravidez descortinaria um novo mundo à ré.

Ledo engano.

O autor forçosamente experimentou uma...
tracking img