3 Projeto de intervenção: uma proposta de atuação psicológica em um orfanato

Páginas: 7 (1705 palavras) Publicado: 8 de novembro de 2011
FACULDADE PITÁGORAS – CAMPUS LINHARES
CURSO DE PSICOLOGIA

JOYCE ZEFERINO DE SOUZA MACHADO
LEONARDO PONTES
SAMARA MARCHIORI MARCHIORI
TAILA GAVA BONINSEGNA

TRABALHO INTERDISCIPLINAR: ORFANATO “RAFAEL THOMS”

LINHARES
2011
JOYCE ZEFERINO DE SOUZA MACHADO
LEONARDO PONTES
SAMARA MARCHIORI MARCHIORI
TAILA GAVA BONINSEGNA

TRABALHO INTERDISCIPLINAR: ORFANATO “RAFAEL THOMS”Trabalho interdisciplinar apresentado como requisito de avaliação das disciplinas de Estudos Independentes II: Psicologia Jurídica, Tópicos Avançados em Processos de Gestão e Tópicos Avançados em Promoção da Saúde do 10º período do curso de Psicologia da Faculdade Pitágoras de Linhares.

LINHARES
2011
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO
2 DIAGNÓSTICO INSTITUCIONAL
3 PROJETO DE INTERVENÇÃO: UMAPROPOSTA DE ATUAÇÃO PSICOLÓGICA EM UM ORFANATO
4.1 INTRODUÇÃO
4.2 OBJETIVOS
4.3 METODOLOGIA
4.4 PROJEÇÃO DE RESULTADOS
4.5 CUSTOS
4.6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
4 ANEXOS

1 INTRODUÇÃO

Com o advento das Políticas Públicas voltada a crianças e adolescentes, estes passaram a ser considerados como sujeitos de direitos, bemcomo havendo um dever de ser respeitada a sua peculiar condição de pessoa em desenvolvimento, competindo à família, à sociedade e ao Estado, garantir com prioridade absoluta a efetividade de suas necessidades. (FACHINETTO, 2004)

Isso propõe que seja assegurado todas as oportunidades e facilidades para o pleno desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social da totalidade das criançase adolescentes, através da articulação de políticas sociais universais, assistenciais – para os que dela necessitarem – e de proteção especial – quando os seus direitos forem ameaçados ou violados. (FACHINETTO, 2004)

A família, é tida como a base da sociedade e nela preferencialmente, deve ser mantida a criança ou o adolescente. Quando isso não é viável desde que comprovada, deve-se procurarmanter o vínculo com a família biológica ou inserí-la em um lar substitutivo, sob medida protetiva destinada a situações de risco.

Mas, muitas vezes a burocracia envolvida – acompanhamento técnico-jurídico – que verificaria essas condições, demora muito tempo para ser comprovada e a criança acaba sendo inserida em programa de acolhimento. Este novo “lar” é habitado por muitas outras criançase com cuidadores pré-selecionados para desenvolver essa função – um orfanato.

Segundo a Wikipédia, o orfanato é um estabelecimento de assistência social no qual menores órfãos são recolhidos e recebem cuidados pessoais, médicos e educacionais. Lá vivem crianças retiradas do convívio familiar ou abandonadas pelas famílias. Hoje, os casos que mais levam crianças a serem encaminhadas a essesprogramas são: a utilização de bebidas alcoólicas ou substâncias entorpecentes pelos cuidadores; maus tratos seja físico ou emocional; e a violência sexual contra menores.

Pela Lei, essas crianças ou adolescentes teriam sua situação avaliada a cada seis meses, no máximo, mas muitas passam anos a espera. Uma equipe interprofissional (Assistente Social, Médicos, Psicólogos, Promotores e etc.)desenvolveria um trabalho de aconselhamento, orientação, prevenção dando subsídios à decisão do juiz (retornar à família biológica ou ser inserido em família substituta), mas a realidade parece ser diferente.

Daí então, a Psicologia como ciência utilizada para averiguar o comportamento humano, começa a ter um olhar diferenciado na área jurídica. No princípio, seu papel era apenas formular laudosbaseados em diagnósticos e testes psicológicos para ajudar na decisão do Poder Judiciário. Com o tempo, surgiu uma necessidade de novas formas de intervenção, visando o bem estar do indivíduo e focando a preservação da sua cidadania e, portanto, dos seus direitos. (VIANA, 2008)

Segundo VIANA (2008), a Psicologia Jurídica não tem que ver tudo do ponto de vista jurídico, mas sim transcender tal...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Proposta projeto de intervenção
  • Projeto de Intervencao Erica 3
  • projeto de orfanato
  • Intervenção Psicologica
  • Intervenção de proposta
  • proposta de intervenção
  • proposta de intervenção
  • proposta de intervenção

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!