3 Ensaios teoria da sexualidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 126 (31489 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
TRÊS ENSAIOS SOBRE A TEORIA DA SEXUALIDADE (1905)

NOTA DO EDITOR INGLÊS

DREI ABHANDLUNGEN ZUR SEXUAL THEORIE

(a) EDIÇÕES ALEMÃS: 1905 Leipzig e Viena: Deuticke, ii + 83 págs. 1910 2ª Ed., Leipzig e Viena: Deuticke, iii + 87 págs. (Com acréscimos) 1915 3ª Ed., Leipzig e Viena: Deuticke, vi + 101 págs. (Com acréscimos) 1920 4ª Ed., Leipzig e Viena: Deuticke: viii + l04 págs. (Comacréscimos) 1922 5ª Ed., Leipzig e Viena: Deuticke: viii + l04 págs. (Sem alterações) 1924 G.S., 5, 3-119 (Com acréscimos) 1925 6ª Ed., Leipzig e Viena: Deuticke, 120 págs. (= G S. 5) 1942 G.W., 5, 29-145 (Sem alterações) 1972 S.A., 5, pp. 37-145. “Vorwort zur vierten Auflage” 1920 Int. Z. Psychoanal., 6, p. 247. 1920 Leipzig e Viena: Deuticke, pp. vii-viii. 1922 Leipzig e Viena: Deuticke, pp. vii-viii.1924 G.S., 5, pág. 5. 1925 Leipzig e Viena: Deuticke, p. 5. 1942 G.W., 5, pp. 31-2. 1972 S.A., 5, pp. 45-6.

(b) TRADUÇÕES EM INGLÊS:

Three Contributions to the Sexual Theory

1910 Nova York: Journal of Nerv. and Ment. Dis. Publ. Co. (Série de Monografias nº 7), x + 91 págs. (Trad. de A.A. Brill; Introd. de J.J. Putnam.)

Three Contributions to the Theory of Sexc

1916 2ª Ed. da de 1910,acima, xi + 117 págs. (Com acréscimos) 1918 3ª Ed., xii + 117 págs. 1930 4ª Ed., xiv + l04 págs. (Revisada) 1938 Basic Writings, 553-629 (Reedição da ed. de 1930, acima.)

Three Essays on the Theory of Sexuality 1949 Londres: Imago Publishing Co., 133 págs. (Trad. de James Strachey.)

A presente tradução [inglesa] é uma versão corrigida e ampliada da que se publicou em 1949.

Os Três Ensaiossobre a Teoria da Sexualidade, juntamente com A Interpretação dos Sonhos, figuram sem dúvida como as contribuições mais significativas e originais de Freud para o conhecimento humano. Não obstante, na forma em que costumamos ler esses ensaios, é difícil avaliar a natureza exata de seu impacto quando da primeira publicação. É que, no decorrer de edições sucessivas num período de vinte anos, elesforam submetidos por seu autor a mais modificações e acréscimos do que qualquer outro de seus escritos, salvo, talvez, pela própria Interpretação dos Sonhos. Esta edição difere num importante aspecto de todas as que a antecederam, seja em alemão ou em inglês. Embora se baseie na sexta edição alemã de 1925, última a ser publicada durante a vida de Freud, ela indica, com as respectivas datas, todasas alterações substanciais introduzidas na obra desde sua primeira edição. Em todos os pontos em que se suprimiu ou modificou grandemente o material nas edições posteriores, o trecho omitido ou a versão anterior são fornecidos em notas de rodapé. Isso permitirá ao leitor ter uma noção mais clara de como eram estes ensaios em sua forma original.

Provavelmente causará surpresa, por exemplo, saberque a íntegra das seções sobre as teorias sexuais infantis e sobre a organização pré-genital da libido (ambas no segundo ensaio) só foi acrescentada em 1915, dez anos após a primeira edição do livro. Esse mesmo ano trouxe também o acréscimo da seção sobre a teoria da libido, no terceiro ensaio. Menos surpreendente é que os avanços da bioquímica tenham tornado necessário (em 1920) reescrever oparágrafo sobre as bases químicas da sexualidade. Nesse ponto, a rigor, a surpresa funciona mais no sentido inverso, pois a versão original desse parágrafo, aqui impressa numa nota, mostra a notável antevisão de Freud nesse aspecto e revela quão pouco se fez necessário alterar suas concepções (ver em [1]).

Entretanto, a despeito dos acréscimos consideráveis feitos ao livro após sua publicaçãooriginal, sua essência já estava presente em 1905, sendo mesmo possível rastrearlhe as origens até datas ainda mais remotas. A história completa do interesse de Freud pelo assunto pode agora, graças à publicação da correspondência com Fliess (1950a), ser pormenorizadamente acompanhada, mas basta-nos aqui indicar seus contornos gerais. As observações clínicas da importância dos fatores sexuais na...
tracking img