10 Sensos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1463 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Com o passar do tempo as empresas trouxeram melhoras e menos peso para o homem à exposição do trabalhador a vários agentes nocivos e que poderão provocar doenças no organismo das pessoas que desenvolvem suas atividades normais em variados locais de trabalho.
Saúde ocupacional é a ciência que estuda a higiene, segurança e medicina do trabalho com enfase nos trabalhadores em quediz respeito à sua ocupação, ditando os métodos, a organização do ambiente de trabalho e a elaboração de programas que promovam a saúde dos trabalhadores.
A higiene no trabalho tem o objetivo de reconhecer, avaliar e controlar os riscos oriundos do trabalho.Os riscos são fatores decorrentes do ambiente ou dos processos produtivos utilizados que podem provocar acidentes lesando a saúde, o confortoou a eficiência do trabalhador.
Riscos ambientais são agentes físicos, químicos e biológicos existentes nos ambientes de trabalho capazes de causar perigos a saúde do trabalhador.















CONCLUSÃO
No julgamento dos riscos, sempre devemos considerar o tempo de exposição, concentração ou intensidade dos agentes, características dos agentes e estudo do ambiente de trabalhoatravés de levantamentos qualitativos, quantitativos, tempo real de exposição e susceptibilidades individuais.
3 CONCLUSÃO

Diante dos fatos, pode-se dizer que a filosofia básica da Higiene Ocupacional é a proteção da saúde e do bem estar de trabalhadores através da antecipação, reconhecimento, avaliação e controle dos riscos oriundos do ambiente de trabalho.
Até se chegar a esseconceito foram necessários muitos anos, diversas pesquisas na área e muitos exemplos de trabalhadores que sofreram com esses riscos ocupacionais.
Atualmente, no âmbito internacional com a criação da NIOSH, e no âmbito nacional com a criação da Fundacentro, das Normas regulamentadoras pelo Ministério do Trabalho e da ABHO, entre outras, a saúde dos trabalhadores encontra-se respaldada porlei, apesar de ainda estarmos longe da perfeição, devido ao sistema político-econômico no qual vivemos, onde uma margem excessiva de lucros é prioridade, significando pouco investimento em maquinário, em ambiente de trabalho menos insalubre e em promoção da saúde dos trabalhadores. Ainda é necessário maior conscientização dos empresários sobre a necessidade de investimento nas questões de segurançae saúde no trabalho, trazendo para esses serviços a mesma qualidade conquistada na produção de seus produtos.
Contudo, se pegarmos o início da industrialização e a evolução da Saúde Ocupacional até os dias de hoje, podemos dizer que estamos no caminho certo, e olhando por um lado otimista, podemos afirmar que, com base nos dados da evolução da Higiene Ocupacional estudadas nesse trabalho, aHigiene do Trabalho só tende a melhorar, cada vez mais sendo reconhecida sua importância na sociedade.
-----------------------
6




Referencia bibliográfica:

1 Segurança e medicina do trabalho – Editora Atlas S/A- 61ª edição – 2007
http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Hist%C3%B3ria-Da-Higiene-Ocupacional/131336.html




















DESENVOLVIMENTO
Depois darevolução Industrial foi modificada a estrutura social e econômica do mundo, houve também modificações significativas no ambiente de trabalho, preocupando mais com as doenças e bem estar dos trabalhadores.
Ao longo do tempo foram sendo criadas leis que não só reconheciam os riscos do ambiente de trabalho, mas promoviam a precaução.
A HISTÓRIA DA HIGIENE DO TRABALHO
Em meados do séculoXVIII, na revolução industrial, além de não se utilizar medidas de controle, o regime de trabalho chegava a dezoito horas diárias. Essas grandes jornadas de trabalho aconteciam em ambientes sujos, abafados, sem iluminação, sem janelas (o que contribuía para o aumento da propagação das doenças conhecidas da época, especialmente a Tuberculose). Nos relatos de Edward Blaine, que em seu...
tracking img