1 Ciclo ciencias naturais ensino fudamental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1676 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SITUAÇÃO PROBLEMAT IZADORA II
VISITA AO MUSEU DO IPIRANGA



Introdução:


Este estudo que segue tem com base a situação problematizadora II: Visita ao Museu do Ipiranga. Um grupo de alunos que faziam faculdade desenvolvia um projeto de pesquisa intitulado A História da Educação Brasileira: seu processo e suas leis. Foram então visitar o Museu do Ipiranga em São Paulo.Para isso tiveram que fazer uma linha do tempo estudando os principais acontecimentos na área da educação entre as datas de 1808-1818-1822-1824-1843-1889. Conheceram também o Período Pombalino e a chegada da Família Real até o fim do Império. Para tanto foram levantados os seguintes objetivos:

1º Conhecer as leis da Educação Brasileira do Período Pombalino ao Império.

2° Descrever asconseqüências do Período Pombalino até o fim do Império, focando as datas 1808, 1818, 1822, 1824, 1834, 1889.



Desenvolvimento:

Com relação ao primeiro objetivo segundo Aranha (2006), o Marquês de Pombal ao se tornar primeiro ministro de Portugal, expulsou os jesuítas, com a expulsão saíram do Brasil 124 jesuítas da Bahia, 53 de Pernambuco, 199 do Rio de Janeiro e 133 do Pará. Com eleslevaram também a organização monopolítica baseada no Ratio Studiorum. Pouca coisa restou da prática educativa no Brasil. Pombal fez isso porque pensava em reerguer Portugal da decadência que se encontrava diante de outras potências européias da época, e também por que a educação jesuítica tinha por interesse servir aos interesses da fé e Pombal pensou em organizar a escola para servir aos interessesdo Estado.
Com a expulsão dos jesuítas, um alvará foi criado, este previa o cargo de diretor geral dos estudos e a designação de comissários, que exerciam a supervisão envolvendo aspectos de direção, fiscalização, coordenação, inspeção e orientação de ensino, estes seriam os comissários do diretor. Nesse sentido, a idéia de supervisão passa a englobar aspectos político-administrativos em nívelde sistema concentrado na figura do diretor geral (SAVIANI, 1999).

Criou também as aulas régias de Latim, Grego e Retórico. Cada aula régia era autônoma e isolada, com professor único e uma não se articulava com as outras. Portugal logo percebeu que a educação no Brasil estava estagnada e era preciso oferecer uma solução. Criou-se então um imposto, que nunca foi cobrado com regularidade e osprofessores ficavam longos períodos sem receber, sendo eles geralmente improvisados e mal pagos (SAVIANI, 2000)
Corrobora a essa informação Piletti (1996, p. 37), quando afirma que de todo esse período, sobressaíram-se a criação de um curso de estudos literários e teológicos no seminário de Olinda em que “tinha um estrutura escolar propriamente dita, em que as matérias apresentavam umaseqüência lógica, os cursos tinham uma duração determinada e os estudantes eram reunidos em classe e trabalhavam de acordo com um plano de ensino previamente estabelecido".
Já no Império as leis da educação mudaram segundo Aranha (2006, p.221 e 222),
“Quando a família real chegou ao Brasil, existiam as aulas régias do tempo de Pombal, o que obrigou o rei a criar escolas, sobretudosuperiores, a fim de atender às necessidades do momento”. Criou também à lei Magna o Art. 179 dizia que a "instrução primária e gratuita para todos os cidadãos". Em 1826 um Decreto institui quatro graus de instrução: Pedagogias (escolas primárias), Liceus, Ginásios e Academias. Um projeto de lei propõe a criação de pedagogias em todas as cidades e vilas, além de prever o exame na seleção deprofessores, para nomeação. Propunha ainda a abertura de escolas para meninas. E os três níveis de ensino: O elementar; o secundário e o superior.
Ainda no período do império o Ministro Paulino de Souza lamenta o abandono da educação no Brasil, Ruy Barbosa sugere a liberdade do ensino, o ensino laico e a obrigatoriedade de instrução, obedecendo às normas emanadas pela Maçonaria Internacional. ....
tracking img