1 - Apresentacao ecomassa (formatada)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9009 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
USINA DE TRATAMENTO INDUSTRIAL DO LIXO

- UTIL -

















Março/2011





USINA DE TRATAMENTO INDUSTRIAL DO LIXO

- U T I L -


Í N D I C E




I - CONSIDERAÇÕES GERAIS

II - USINA DE TRATAMENTO INDUSTRIAL DO LIXO

➢ E fez-se a água
➢ Fazer madeira, preservar as árvores
➢ Unidade de Plasma
➢Benefícios sociais


2.1 - ENUNCIADO DO PROJETO
2.2 - METAS



III - PRODUTOS E SERVIÇOS

3.1 - TECNOLOGIA E PROCESSOS
3.2 - O COMPLEXO INDUSTRIAL
3.3 - PRODUTOS
3.4 - INSTALAÇÕES


IV - ANÁLISE DE MERCADO

4.1 - MERCADO POTENCIAL
4.2 - PLANEJAMENTO OPERACIONAL



V - CONCLUSÃO

ANEXO I - A EMPRESA

ANEXO II - A EQUIPE

ANEXO III - VIABILIDADEECONÔMICA
I - CONSIDERAÇÕES GERAIS

É notório o crescimento da população urbana, nas cidades brasileiras. É, também, flagrante a derrota que nos é imposta pelos problemas urbanos, principalmente, o saneamento básico (lixo).


O problema do lixo vem assumindo proporções alarmantes, notadamente, em relação ao destino final:

➢ Escasseiam os locais paravazadouro;


➢ As comunidades, cada vez mais, aumentam seus protestos contra a instalação de novos depósitos que, inevitavelmente, quase sempre trazem transtornos às suas moradias, tais como: odores desagradáveis e, principalmente, as doenças decorrentes dos gases poluentes;


➢ Desvalorização dos imóveis com a conseqüente redução da arrecadação dos tributos relativa às áreascircunvizinhas; e outros de ordem ecológica – proliferação de micro e macro vetores nocivos, contaminação das águas, etc; e


➢ Torna-se mais agravante quando, nas instalações de novos depósitos, nem sempre são seguidas as normas e técnicas de engenharia sanitária. Mesmo quando há a instalação de aterros sanitários, a técnica inerente não satisfaz completamente aos objetivos ecológicos, uma vez quesempre há percolação do chorume e a produção de gás metano é inevitável, ainda que seja captado para aproveitamento energético. Associe-se a estas observações o custo para o erário público municipal, como verba sem qualquer retorno para a população.


Sabemos que a grande quantidade de lixo produzido nas grandes cidades e nas Regiões Metropolitanas vem sendo recolhida, mas o que se nota éum descompasso crescente nesta relação entre a produção e a destinação do lixo. Podemos observar que se improvisam muitos e muitos “lixões”, que vão se incorporando à paisagem da cidade, com as graves conseqüências daí decorrentes:


➢ Os lixões ou vazadouros, que são as formas mais inadequadas de disposição final de rejeitos sólidos, caracterizados pela simples descarga dos resíduos sobre osolo. Os aterros sanitários de muitas cidades já estariam entrando em colapso, seja por se encontrarem já saturados, seja por razões de ordem técnica, a nível de projeto e operação.


➢ Os problemas causados por este método de disposição final do lixo não se limitam às áreas próximas ao depósito, tendo uma repercussão estética, sanitária, ambiental e social.
Dentre essesproblemas, podemos citar:


• Contaminação do ar, decorrente da emanação do gás metano;

• Contaminação do lençol freático com a lixívia (chorume), altamente poluente;

• Geração de gás metano (que provoca o efeito estufa) e CO2;

• Mau cheiro provocado pela decomposição biológica da matéria orgânica;

• Proliferaçãode macro e micro vetores transmissores de doenças, como mosquitos, moscas, baratas, ratos, etc.;

• Inundações das regiões próximas, provocadas pela obstrução de canais naturais de escoamento das águas;

• Depreciação das regiões vizinhas, reduzindo o valor dos terrenos e prejudicando a ocupação das áreas próximas.



➢ Os aterros sanitários têm...
tracking img