093371200698

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (265 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Não existem línguas uniformes

O texto que será apresentado terá como pretensão mostrar que todas as línguas variam, ou seja não existem nenhuma sociedade naqual todos falem da mesma forma e a variedade linguística que é o reflexo da variedade social que pode ser seu status ou o papel de indivíduos ou grupos.
Quandose fala que existe variedade língua não nos referimos somente ao brasil e que as mesmas variedades não são casuais, isto porque os principais fatores para estavariação são externos: geográficos, de classe, de idade, de sexo, de etnia, de profissão.
Estas diferenças são visíveis principalmente em pessoas que moram naBahia e pessoas que moram no Rio Grande do sul, outro exemplo são jovens de dezesseis anos e idosos de setenta anos apesar de serem da mesma região utilizamterminologia de linguagem completamente diferente. Podemos dizer então que as línguas fornecem meios também para a identificação social.
Também a fatores interno alíngua que condicionam a variação, ou seja a mesma é de alguma forma regrada por uma gramática interior da língua, como o exemplo dado pelo próprio texto, ouvem-sepronuncias de palavras com caixa, peixe, outro: A pronúncia padrão incluiria a semivogal, a pronuncia não padrão a eliminaria (caxa, pexe, otro) .
Podemos entãodizer que as variações linguísticas são condicionadas por fatores interno ou por fatores socais, ou por ambos ao mesmo tempo. Esta variedade pode se dizer ser umadas melhores coisas que a humanidade inventou além de estar entre as variedades mais funcionais que existem, assim não se pode pensar em uma língua uniforme.
tracking img