02071994

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (678 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Crise no Paraguai

O Senado do Paraguai condenou nesta sexta-feira (22) o presidente do país, Fernando Lugo, no processo político "relâmpago" aberto contra ele na véspera eencarado pelo governo e pela comunidade de países sul-americanos como um golpe.
O placar pela condenação e pelo impeachment do socialista foi de 39 senadores contra 4, com 2abstenções. Eram necessários dois terços dos votos dos senadores para confirmar o afastamento.
A Constituição prevê que ele seja afastado imediatamente e que ovice-presidente, Federico Franco, cujo partido recém rompeu com o governo, assuma o cargo e o cumpra até o fim do mandato, que termina em 2013.
A notícia do impeachment foi recebida sobprotesto por manifestantes que ocupavam a praça em frente ao Congresso e que consideraram que houve, na verdade, um golpe contra o presidente. Houve confusão e tentativa de invadir o prédio, reprimidapela polícia.
Pouco antes da divulgação do resultado, um grupo de jovens bloqueou a rua em frente à residência oficial do vice-presidente do Paraguai, Federico Franco, nestasexta-feira (22), em protesto contra o julgamento político do presidente Fernando Lugo, e houve confronto com a polícia.
Em discurso, Lugo afirmou que aceitava a decisão do Senado.Ele pediu que seus partidários façam manifestações pacíficas e que "o sangue dos justos" não seja mais uma vez derramado no país.
"Submeto-me à decisão do Congresso", disse emdiscurso no palácio presidencial. "Mas a história paraguaia, e sua democracia, foram feridas profundamente."
Manifestantes após o anúncio do impeachment de Lugo nesta sexta-feira (22) em Assunção(Foto: Reprodução)
Lugo, acusado de "mau desempenho de suas funções" pelo parlamento dominado pela oposição, decidiu não comparecer ao julgamento e apenas enviou sua equipe...
tracking img