012659371910

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 38 (9339 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SIGNO SIGNO SIGNO SIGNO SIGNO SIGNO SIGNO SIGNO SIGNO
SIGNO

LETRAMENTO E SUAS IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO DE
LÍNGUA MATERNA1
Angela B. Kleiman2

RESUMO

Este trabalho discute a relevância do conceito de letramento para o ensino e a
aprendizagem de língua materna em todos os ciclos do ensino fundamental e médio. O
artigo argumenta contra a dicotomia que limita a relevância dos estudos de letramentoà
prática de alfabetização. Essa dicotomia determina que, enquanto professores
alfabetizadores se preocupam com as melhores formas de tornar os seus alunos letrados,
os professores de língua materna se preocupam com as melhores formas de introduzirem
os gêneros, embora o aluno da quarta, sexta ou oitava série do ensino fundamental, assim
como o aluno de ensino médio esteja também, ao longo de seuprocesso de escolarização,
em processo de letramento. São apresentados exemplos de organizações curriculares
centradas em conteúdos lingüístico-enunciativo-discursivos ou em projetos de letramento
e são discutidas suas respectivas implicações. O artigo finaliza examinando as
implicações da abordagem do letramento para a formação do professor.

Palavras-chave: Letramentos. Ensino de línguamaterna. Formação do professor

INTRODUÇÃO

Os estudos do letramento têm como objeto de conhecimento os aspectos e os
impactos sociais do uso da língua escrita (KLEIMAN, 1995). De origem acadêmica, o
conceito foi aos poucos infiltrando-se no discurso escolar, contrariamente ao que a
criação do novo termo pretendia: desvincular os estudos da língua escrita dos usos
escolares, a fim de marcar o caráterideológico de todo uso da língua escrita (STREET,
1984) e distinguir as múltiplas práticas de letramento da prática de alfabetização, tida

Signo. Santa Cruz do Sul, v. 32 n 53, p. 1-25, dez, 2007.

2

como única e geral, mas apenas uma das práticas de letramento da nossa sociedade,
embora possivelmente a mais importante, até mesmo pelo fato de ser realizada pela
também mais importante agência deletramento, a instituição escolar.
Talvez tenha sido o contraste estabelecido entre alfabetização e letramento, desde
quando o conceito começou a circular no Brasil, em meados da década de 80, o que
limitou a relevância e o impacto do conceito de letramento para o ensino e a
aprendizagem aos primeiros anos de contato do aluno com a língua escrita, ou seja,
àquele período em que o discente está emprocesso de aquisição dos fundamentos do
código da língua escrita. Assim, enquanto professores alfabetizadores se preocupam com
as melhores formas de tornar os seus alunos letrados, os professores de língua materna se
preocupam com as melhores formas de introduzirem os gêneros, criando-se aí uma falsa
dicotomia, pois o aluno da quarta, sexta ou oitava série do ensino fundamental, assim
como o alunode ensino médio está também, ao longo de seu processo de escolarização,
em processo de letramento. Aliás, nesse processo, estão todos os que utilizam a língua
escrita em seu cotidiano.
Confrontado com novas necessidades de uso da escrita devido a uma promoção
ou a uma mudança de emprego que lhe exija escrever textos até então não elaborados por
ele, o empregado pergunta a colegas se há modelosdesses textos nos arquivos, analisa os
textos disponíveis e, assim, forma algumas representações sobre o que estaria envolvido
naquela produção. Com base nesse material, tenta uma primeira versão do texto que deve
produzir, mostra o resultado a colegas, escuta seus comentários e faz outra versão se
necessário for. No processo, esse profissional está formando uma representação do
gênero desconhecido,a qual é social mas também individual e única. São os gêneros as
matrizes sócio-cognitivas e culturais (MATENCIO, 2003) que permitem participar de
atividades letradas das quais nunca antes se participou.
Esse modo de agir em situações novas, característico da aprendizagem, deveria
ser particularmente verdadeiro nas situações de aprendizagem escolar, pois na escola
existem (ou deveriam existir)...
tracking img